07:46 24 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    1310
    Nos siga no

    Na região da Kamchatka, no âmbito de exercícios táticos de voo, um caça MiG-31 interceptou e obrigou a aterrissar um avião após este ter "violado" as fronteiras aéreas da Rússia.

    Os pilotos de caças treinaram manobras de interceptação e aterrissagem forçada da aeronave "adversária" após esta ter entrado no espaço aéreo russo, segundo informação do Ministério da Defesa.

    As manobras foram realizadas na região da Kamchatka. O portal russo Zvezda publicou vídeos do treinamento e intercepção do "avião infrator", cujo papel era desempenhado por uma aeronave Il-38.

    "De acordo com o plano das manobras, o Il-38 desempenhava o papel da aeronave que tinha se desviado da rota estabelecida e se aproximando das fronteiras nacionais do país", explicou a entidade militar russa.

    Para realizar a tarefa foi dado o alerta a um caça MiG-31, que decolou do aeródromo de Elizovo. Os pilotos detectaram visualmente o avião, estabeleceram contato com os pilotos, dando sinal para saírem do espaço aéreo russo.

    Depois disso, o MiG-31 se aproximou do avião-infrator obrigando-o a alterar a rota de voo e escoltando-o até ao aeródromo militar mais próximo, onde o suposto inimigo aterrissou.

    Mais:

    Equipado até os dentes: como será novo caça russo Su-57 de 5ª geração
    Su-35 vs. MiG-35: The National Interest compara capacidades dos caças russos
    Tags:
    antissubmarino, Il-38, MiG-31, Península de Kamchatka, fronteiras russas, interceptação
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar