16:38 29 Março 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    81015
    Nos siga no

    A Força Aérea Real do Reino Unido (RAF) enviou uma aeronave Voyager e dois caças Typhoon para interceptar um bombardeiro estratégico Tu-95 que estava sobrevoando perto de ilhas escocesas Shetland.

    De acordo com o portal de aviação Air Live, o alerta de reação rápida veio à tona com a detecção de um avião russo. Além disso, o portal escreveu que uma aeronave da Noruega e um F-16 dos Países Baixos também foram enviados para escoltar o bombardeiro russo.

    "Caças Typhoon do Alerta de Reação Rápida da Força Aérea Real britânica foram enviados hoje da base aérea Lossiemouth da RAF depois de uma aeronave não identificada ter sido rastreada voando na direção do espaço aéreo britânico. A aeronave permaneceu fora da nossa área de interesse, por isso não ocorreu nenhum tipo de intercepção", declarou um porta-voz do Ministério da Defesa do Reino Unido, escreve jornal britânico Mirror. 

    Anteriormente, dois bombardeiros estratégicos russos Tu-95MS, que estavam sobrevoando o mar da China Oriental, em determinado percurso foram escoltados por caças da Coreia do Sul e do Japão, comunicou o Departamento de Informação e Comunicação Social do Ministério da Defesa da Rússia.

    Vale destacar que os voos de aeronaves militares da Rússia são realizados com regularidade e sempre em conformidade com os regulamentos do espaço aéreo internacional, sem violação das fronteiras de outros países.

    Mais:

    Qual seria destino dos F-35 com possível chegada dos caças britânicos de 6ª geração?
    Aeronaves da Força Aérea britânica escoltam 2 caças russos Su-30 sobre mar Báltico
    Tags:
    Noruega, Escócia, bombardeiro estratégico, Tu-95, F-16, Reino Unido, Eurofighter Typhoon
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar