19:06 06 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    11521
    Nos siga no

    Dois novos destróieres equipados com mísseis foram solicitados pelo Comando Europeu dos EUA como sendo "essenciais" para "melhorar campanha de contenção das forças russas na Europa".

    Apesar da atual presença de tropas americanas em diversos países europeus, o chefe do Comando Europeu dos EUA (EUCOM, na sigla em inglês), general Tod Wolters, solicitou mais dois destróieres com mísseis guiados para o teatro europeu, os quais deverão ficar destacados na base naval de Rota, na Espanha.

    "Estes dois destróieres adicionais nos permitiriam continuar a melhorar nossa capacidade de buscar indicações e alertas em um potencial campo de batalha, assim como aprimorar consideravelmente nossa capacidade de [executar] o comando e controle", disse Wolters citado pelo portal Military.com.

    O deslocamento dos navios seria parte da Iniciativa de Dissuasão Europeia (EDI, na sigla em inglês), programa da Casa Branca para aumentar a presença dos EUA na Europa.

    'Maiores recursos submarinos russos'

    Ainda segundo Wolters, os militares americanos observaram um "aumento em 50% no número de recursos da Rússia dedicados a atividades submarinas" entre os anos de 2018 e 2019, apesar de não ter dado maiores detalhes.

    Os destróieres poderiam ser assim aplicados em missões de contenção da Rússia na região do EUCOM, segundo a mídia citando o general.

    Atlântico não é mais um 'paraíso'

    No início do mês, o vice-almirante da Marinha americana Andrew L. Lewis afirmou que o Atlântico "não é mais um paraíso" para os submarinos de seu país.

    A razão disso seria a presença de submarinos e navios russos no oceano.

    Mais:

    Marinha Real britânica planeja frota de navios-robô 'matadores' que agem sozinhos
    VÍDEO mostra Marinha dos EUA confiscando 'armamento ilegal iraniano' no mar Arábico
    Navios de guerra de última geração se tornam obstáculo para Marinha dos EUA
    Tags:
    general Tod Wolters, contenção, Rússia, Europa, Comando Europeu dos EUA, destróier, Marinha dos EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar