11:40 31 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    10273
    Nos siga no

    A Força Aérea dos EUA alegou "prioridades orçamentárias" para cancelar o desenvolvimento do programa de mísseis hipersônicos HCSW, mantendo o financiamento da Arma de Resposta Rápida de Lançamento Aéreo (ARRW).

    Dessa maneira, Washington optou por manter o programa ARRW, com seu projétil de lançamento aéreo AGM-183, pois possui um corpo planador "único" em comparação com a Arma de Ataque Convencional Hipersônica (HCSW), um míssil de cruzeiro ar-terra de longo alcance que poderia ser lançado a partir de aviões e voaria a velocidades superiores a Mach 5.

    Assim, a Força Aérea espera investir US$ 576 milhões (R$ 2,5 bilhões) em protótipos hipersônicos durante 2020 e US$ 382 milhões (R$ 1,6 bilhão) em 2021. Vale ressaltar que, com o cancelamento do projeto, a Lockheed Martin perderá cerca de US$ 1 bilhão (R$ 4,3 bilhões), segundo a Air Force Magazine.

    A empresa havia obtido o contrato de desenvolvimento no valor US$ 928 milhões (R$ 4 bilhões) em abril de 2018.

    Mais:

    Arma a laser contra drones da Lockheed é testada pela Força Aérea dos EUA (FOTO)
    Acidente mata 2 aviadores da Força Aérea dos EUA
    Força Aérea dos EUA contabiliza erros em locais de 79 mísseis balísticos, segundo relatório
    Tags:
    Força Aérea dos EUA, míssil hipersônico, míssil de cruzeiro, míssil balístico, míssil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar