12:40 28 Março 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    6750
    Nos siga no

    Especialistas da agência espacial russa Roscosmos encontraram uma forma de esconder atividades confidenciais no território da Rússia da vigilância de satélites espiões estrangeiros.

    Segundo a corporação Roscosmos, isso pode ser alcançado bloqueando a transmissão de dados dos satélites estrangeiros através de estações de rádio terrestres.

    "Nos períodos de tempo em que a área protegida entra no campo de visão do equipamento a bordo do satélite, é necessário garantir o bloqueio do equipamento receptor da aparelhagem a bordo dos satélites retransmissores que estão na zona de radio-visibilidade direta do aparelho espacial de observação", informa o relatório.

    Trata-se da criação de um determinado número de estações rádio-eletrônicas terrestres, projetadas para suprimir os sinais durante a transmissão de dados dos satélites de observação (óptica, infravermelha e de radar) para os satélites retransmissores, que enviam os dados para os pontos de recepção terrestres.

    Método de interferência

    De acordo com as especificações do desenvolvedor, esse método de interferência só pode ser usado quando os próprios satélites espiões estão fora da zona de visão das estações terrestres dos seus países. Além disso, propõe-se a utilização de várias estações simultaneamente para garantir o bloqueio dos canais de comunicação por satélite.

    Para implementar o projeto, é proposta a criação de uma base de dados de sistemas de reconhecimento de satélites estrangeiros para determinar a composição e localização das estações de interferência no solo, bem como para definir as interferências que irão bloquear a transmissão de dados em satélites estrangeiros.

    Maquete de satélite do Sistema Orbital Global de Navegação por Satélite, Glonass
    © Sputnik / Vladimir Baranov
    Maquete de satélite do Sistema Orbital Global de Navegação por Satélite, Glonass

    O bloqueio das vias de transmissão de dados em tempo real a partir de satélites espiões não permitirá à parte estrangeira, como argumentam os autores, "identificar em tempo real a atividade da parte controlada nas fases iniciais de preparação e no processo de condução de várias atividades".

    Mais:

    Roscosmos: cosmonauta russo pousará na Lua em 2030
    Roscosmos desenvolve método de tornar satélites 'invisíveis'
    Chefe da Roscosmos revela perspectivas do novo projeto de satélite russo-angolano
    Tags:
    Rússia, satélites, sistema de satélites, Roscosmos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar