16:24 19 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    317
    Nos siga no

    O destróier de mísseis norte-americano USS Ross (DDG 71) entrou no porto de Odessa, segundo informa o portal Dumskaya. É a 13ª vez que um navio da OTAN entra no mar Negro em 2019.

    "Por volta das 9h [4h em Brasília] ao largo […] decorreu o encontro com a lancha de prático e às 10h [5h em Brasília] ele atracou no cais 1-K, no molhe de Quarentena", diz o relato.

    De acordo com a fonte, esta é a 13ª entrada de um navio de guerra da OTAN no mar Negro neste ano.

    O DDG 71 pertence à versão inicial dos navios da classe Arleigh Burke, foi construído no estaleiro Ingalls Shipbuilding, lançado à água em março de 1996 e registrado na base naval de Norfolk.

    O destróier tem 154 metros de comprimento, 20 metros de boca, 9,3 m de calado (com a estação hidroacústica submersa) e um deslocamento máximo de 8.775 toneladas. Suas quatro turbinas a gás com potência de 108 mil c.v. lhe permitem obter uma velocidade de até 32 nós.

    O navio está equipado com armamento diverso, incluindo mísseis antinavio Harpoon, ele também possui 90 lançadores verticais de mísseis Tomahawk, mísseis antiaéreos RIM-66 SM-2 Standard-2 e mísseis antissubmarino RUM-139 ASROC de várias versões.

    Mais:

    EUA pretendem criar frota de navios-drones, de acordo com funcionário do Pentágono
    É reportada presença de navio espião russo próximo do litoral da Flórida
    Dois navios de cruzeiro colidem perto da ilha Cozumel no Caribe mexicano (VÍDEO)
    Tags:
    Ucrânia, OTAN, EUA, destróier
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar