04:41 23 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    426
    Nos siga no

    O Pentágono concedeu à empresa de defesa Northrop Grumman Systems uma "modificação definitiva" no valor de US$ 1 bilhão (R$ 4 bilhões) a um contrato previamente entregue para realizar a instalação de novos radares AESA em 372 caças F-16 ativos da Força Aérea dos EUA.

    A Northrop Grumman Systems tinha sido selecionada para realizar atualizações do radar dos F-16 em 2017, quando o Pentágono alocou US$ 243,8 milhões (R$ 997 milhões) para 72 radares, peças de reposição e serviços de manutenção, conforme o Pentágono.

    O radar AESA da Northrop Grumman, conhecido como AN/APG-83 SABR, pode ser instalado a bordo de diversas aeronaves de caça, além disso, suas capacidades seriam derivadas dos radares de 5ª geração dos caças F-22 e F-35.

    Caça F-35B (foto de arquivo)
    © AP Photo / Petros Karadjias
    Caça F-35B (foto de arquivo)

    O caça F-16 entrou em operação pela primeira vez em 1978, e vem sendo utilizado em quase todas as guerras disputadas pelos EUA. Entretanto, o caça F-16 deveria ser substituído pelos novos caças F-35, contudo, devido aos diversos problemas apresentados pelo caça de quinta geração, o F-16 continua operacional e assim deve continuar até 2048.

    O novo contrato prevê que os 372 novos radares sejam instalados até maio de 2027.

    Mais:

    VÍDEO de testes de sistemas S-400 contra F-16 é divulgado pela mídia turca
    Piloto dos EUA teria ficado ferido durante pouso de F-16 na Coreia do Sul
    Mídia explica por que Su-27 foi melhor escolha para China do que F-16
    Tags:
    radar, Pentágono, avião militar, avião de assalto, avião de combate, avião de ataque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar