01:01 28 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    6460
    Nos siga no

    A Rússia está à frente dos EUA no setor das forças nucleares terrestres, devido à modernização das suas armas, segundo especialista.

    Yuri Solomonov, desenvolvedor dos mísseis estratégicos russos Bulava e Yars, da Academia de Ciências da Rússia, comentou o assunto ao canal de TV Zvezda.

    De acordo com o acadêmico, Moscou iniciou o processo de modernização de suas forças nucleares terrestres muito antes de Washington, além de ter utilizado recursos intelectuais bastante sérios para essa finalidade.

    "Nos EUA, a última modernização ocorreu há 10-15 anos. O agrupamento deles é muito antigo, data de 1960. Nessa época, tentaram criar um sistema móvel de mísseis terrestres. Mas esse sistema implica um enorme custo financeiro. E eles não aceitam isso", disse Solomonov.

    Míssil russo intercontinental

    Segundo o especialista, o orgulho da defesa russa foi o míssil balístico intercontinental RS-24 Yars, que tem novos sistemas de propulsão e novas ogivas, bem como um desempenho significativamente maior em termos de eficiência.

    Sistema de mísseis balísticos RS-24 Yars
    © Sputnik / Maksim Blinov
    Sistema de mísseis balísticos RS-24 Yars

    O projétil RS-24 Yars, baseado no míssil RS-12M2 Topol-M, possui um alcance máximo de 11-12 mil quilômetros e, com um peso de lançamento de cerca de 47 toneladas, pode transportar ogivas de 1,3 toneladas.

    Mais:

    Rússia precisa mesmo de 'trem nuclear'? Especialista pondera
    Como a Rússia pode responder à saída dos EUA do Tratado INF? Analista explica
    Veja VÍDEO do lançamento de míssil balístico russo durante exercícios
    Tags:
    arma nuclear, míssil balístico intercontinental, RS-24 Yars, Yars, Bulava
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar