13:05 14 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Soldado romeno com bandeira da OTAN

    OTAN aumentará gastos militares em US$ 400 bilhões até 2024

    © AP Photo / Vadim Ghirda
    Defesa
    URL curta
    447
    Nos siga no

    O secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, declarou que o total de gastos militares dos Estados membros da Aliança aumentará em US$ 400 bilhões até o final de 2024.

    "Os Estados apresentaram seus planos atualizados à OTAN e vemos os resultados. Com base nesses planos, posso anunciar que o aumento acumulado nos gastos com defesa até o final de 2024 chegará a US$ 400 bilhões", disse Stoltenberg.

    O secretário-geral da organização enfatizou que é "um avanço sem precedentes que fortalece a OTAN", acrescentando que até o final de 2020, os aliados europeus e o Canadá farão um investimento de US$ 130 bilhões.

    Soldados dos países membros da OTAN em cerimônia de abertura dos exercícios militares
    © AP Photo /
    Soldados dos países membros da OTAN em cerimônia de abertura dos exercícios militares
    Stoltenberg também observou que este ano nove membros da Aliança cumprem a diretiva de fornecer 2% do PIB para a defesa, enquanto a maioria dos aliados planeja atingir essa taxa até 2024.

    Ele ressaltou que os países aliados "estão no caminho certo" e instou-os a manter esta dinâmica.

    Os EUA, que financiaram 22% do orçamento da OTAN, criticaram repetidamente os países membros da Aliança por não aumentarem suas despesas militares, ameaçando reduzir sua própria contribuição para programas de segurança comuns.

    Em 28 de novembro, Stoltenberg informou que os EUA aceitaram a nova fórmula de distribuição de despesas que prevê que os EUA e a Alemanha paguem quase o mesmo valor.

    Mais:

    'De pernas para o ar': especialista explica por que Rússia é chamada de ameaça para OTAN
    Erdogan retruca comentário de Macron sobre OTAN: deve checar sua própria 'morte cerebral'
    Moscou acusa OTAN de arrastar outros países em atividades miliares no Ártico
    Tags:
    Defesa, gastos militares, Jens Stoltenberg, OTAN
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar