01:55 05 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    14341
    Nos siga no

    Deputado egípcio qualificou as ameaças dos EUA ao seu país por sua intenção de aprofundar a cooperação militar com a Rússia como uma ingerência inaceitável.

    Na semana passada, o jornal The Wall Street Journal informou que o Pentágono e o Departamento de Estado dos EUA advertiram em uma carta conjunta as autoridades do Egito sobre a introdução de possíveis sanções devido à compra de caças russos Su-35.

    "As declarações sobre as sanções dos EUA contra o Egito pela cooperação militar com a Rússia […] extravasam o quadro das normas diplomáticas [...] e as consideramos como uma ingerência inaceitável nos assuntos internos de nosso país", disse o deputado Yahya al-Kadwani à Sputnik Árabe.

    Anteriormente um alto funcionário da diplomacia estadunidense afirmou em declaração à mídia que Washington mantém diálogo com o Egito para que o país árabe desista da compra.

    "O Egito é um país soberano que toma suas próprias decisões sobre os mecanismos de cooperação técnico-militar com outros países, conforme necessário para defender seus interesses", salientou Al-Kadwani.

    O legislador notou que o Egito busca diversificar o fornecimento de armas e já está cooperando com Rússia, China, Alemanha, França e EUA.

    "O Egito não irá se submeter à pressão dos EUA, não mudará sua política para agradar aos Estados Unidos e não tem intenção de desistir ao reforço da cooperação com a Rússia em todos os sectores, incluindo o militar", disse ele, acrescentando que "Egito é um grande país que age em conformidade com os seus próprios interesses e não aceita que as decisões lhe sejam impostas a partir do exterior".

    Mais:

    Caças para monarquias: por que xeiques árabes precisam de 'asas' de combate russas?
    Mídia americana: helicópteros Ka-52 russos no Egito são os mais potentes em toda a África
    Washington adverte países que queiram comprar armamento russo
    Tags:
    ingerência, sanções, cooperação militar, Rússia, Su-35, EUA, Egito
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar