05:24 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    4754
    Nos siga no

    Em 1952, a União Soviética testou seu primeiro míssil de cruzeiro contra o cruzador Krasny Kavkaz, causando o imediato naufrágio do navio.

    Em 21 de novembro de 1952, o cruzador Krasny Kavkaz (Cáucaso Vermelho), que havia realizado mais de 60 campanhas militares, afundou.

    O lendário navio de guerra partiu-se ao meio após o impacto do primeiro míssil de cruzeiro antinavio soviético KS-1 Kometa, relata o portal Russkoe Oruzhie.

    O projeto do KS-1 Kometa foi apresentado há 70 anos, em novembro de 1949. Sua fuselagem se assemelhava a uma cópia reduzida do caça MiG-15. Esta versão do Kometa foi equipada de motores RD-500K.

    O teste principal foi agendado para novembro de 1952. O Kometa ia atingir o cruzador Krasny Kavkaz. Ninguém queria afundar o navio, por isso equiparam o míssil com munição inerte. O Kometa foi lançado a uma distância de aproximadamente 80 quilómetros.

    Os resultados do ataque atordoaram os desenvolvedores. O avião-projétil de duas toneladas perfurou o cruzador a uma velocidade enorme. A explosão, apesar da munição inerte, quebrou literalmente o navio ao meio.

    O Kometa entrou em serviço das forças soviéticas em 1953. Um ano mais tarde, foi decidido criar duas modificações com base no mesmo: um sistema naval para cruzadores do projeto 67 e o Strela costeiro, conta o artigo.

    Mais:

    Por que Pentágono teme novo míssil 'assassino' de bombardeiro chinês?
    VÍDEO mostra lançamento do míssil balístico da Índia com capacidade nuclear
    VÍDEO mostra instalação de míssil balístico russo Yars no silo de lançamento
    Tags:
    teste de mísseis, naufrágio, União Soviética, míssil de cruzeiro, cruzador
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar