19:25 19 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    5512
    Nos siga no

    A estatal russa Rosatom desclassificou a ordem altamente secreta que levou à criação do primeiro míssil de cruzeiro na União Soviética, o antecessor dos Kalibr.

    O documento, com a data de 17 de agosto de 1955, incumbia o 52º Escritório de Projetos Experimentais de produzir, a pedido do Ministério de Defesa da União Soviética, 40 projetos para o sistema P-5, a ser instalado em um submarino.

    O projétil do sistema P-5 se converteu no primeiro míssil de cruzeiro marítimo no mundo, com asas acionadas automaticamente após o lançamento. Até esse momento, todos os mísseis da União Soviética e dos outros países eram produzidos em partes que se juntavam; os operadores abriam as asas dos mísseis antes de lançá-los.

    Um submarino podia disparar estes mísseis só quando ascendia à superfície. O míssil era lançado de um pequeno contêiner hermético. As decisões implementadas no desenho do P-5 se converteram no modelo a seguir posteriormente tanto na construção de mísseis na União Soviética como mundialmente.

    Navio Grad Sviyazhsk, da Marinha russa, lança míssil de cruzeiro Kalibr durante treinamentos da Flotilha do Mar Cáspio (foto de arquivo)
    © Sputnik / Denis Abramov
    Navio Grad Sviyazhsk, da Marinha russa, lança míssil de cruzeiro Kalibr durante treinamentos da Flotilha do Mar Cáspio (foto de arquivo)

    Fontes próximas ao construtor russo Vladimir Chalomei revelaram que a ideia da asa com um mecanismo especial chegou ao gênio soviético depois que ele viu algo parecido na janela de um hotel. Segundo outra versão, o plano surgiu quando ele viu uma ave saindo do buraco de uma árvore.

    Os mísseis de cruzeiro P-5 foram concebidos para não necessitarem de bases militares em terra para serem lançados.

    O primeiro lançamento do P-5 a partir de um submarino teve lugar em novembro de 1957.

    O míssil foi instalado em submarinos em 1959 e em navios de superfície em 1962. Sua ogiva podia ser tanto convencional como nuclear. Posteriormente, os mísseis de cruzeiro marítimos foram melhorados. Agora, a Marinha russa utiliza os Kalibr, cuja fama mundial chegou quando foram usados na Síria.

    Mais:

    VÍDEO mostra instalação de míssil balístico russo Yars no silo de lançamento
    Britânicos reagem ao lançamento do míssil Bulava a partir de novo submarino nuclear russo
    Rússia obtém acesso ao novíssimo míssil israelense, segundo mídia
    Tags:
    Kalibr, União Soviética, míssil de cruzeiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar