10:11 13 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Sistema antiaéreo S-400 durante um desfile militar em Moscou

    Erdogan: EUA não têm direito de exigir que Turquia abra mão dos S-400 russos

    © Sputnik / Aleksandr Vilf
    Defesa
    URL curta
    9420
    Nos siga no

    A Turquia considera uma violação de seus direitos soberanos a exigência dos EUA para desistência dos sistemas russos de defesa antiaérea S-400, afirmou o presidente turco após negociações com seu homólogo Donald Trump em Washington.

    "Nós não consideramos certa a exigência de abrir mão completamente dos S-400. Não há como abrir mão dos S-400 e mudar para [sistemas de defesa antiaérea dos EUA] Patriot. Nós dissemos que queríamos comprar o Patriot, mas comprá-lo e não abrir mão dos S-400. Trata-se do nosso direito soberano, através do qual [EUA] constroem estratégia", afirmou Erdogan a jornalistas turcos a bordo de seu avião, regressando de Washington, conforme o canal NTV.

    Divisão do sistema de defesa antiaérea S-400 Triumph completou os testes e entrou em serviço de combate na Crimeia, Rússia
    © Sputnik / Viktor Lyashсhenko
    Divisão do sistema de defesa antiaérea S-400 Triumph completou os testes e entrou em serviço de combate na Crimeia, Rússia

    O líder turco acrescentou que, em geral, sua visita aos EUA foi positiva, destacando que o diálogo é essencial para superação de desentendimentos.

    "Nós queremos alcançar resultado positivo em relação a caças F-35, e desta vez notei uma atitude de Trump sobre este tema mais positiva e construtiva", agregou Erdogan.

    A compra que deixou EUA inconformados

    Washington exigiu o cancelamento da compra dos S-400 russos e substituição pelo sistema norte-americano Patriot, chegando até mesmo a usar o cancelamento da venda de caças F-35 e imposição de sanções contra Turquia em conformidade com o Ato Contra Adversários da América Através de Sanções (CAATSA, em inglês). Ancara recusou fazer concessões.

    O fornecimento à Turquia do novíssimo sistema russo S-400, que acentuou a crise turco-americana, começou no meio de julho. De acordo com o presidente turco, o sistema entrará completamente em serviço em abril de 2020.

    Mais:

    Acordo EUA-Turquia: curdos já saíram de grande parte da zona segura na Síria, diz oficial
    Tropas da Rússia e Turquia iniciam patrulhamento conjunto na Síria (FOTOS, VÍDEO)
    Tu-160 russo atinge velocidade supersônica e despista caças F-35, diz mídia
    Tags:
    sanções, F-35, EUA, Turquia, S-400, Patriot
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar