10:21 18 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Sistema de mísseis Patriot

    Engenheiro israelense explica falha dos sistemas Patriot na proteção de refinarias sauditas

    © flickr.com/ Departamento da Defesa dos EUA
    Defesa
    URL curta
    22615
    Nos siga no

    O ex-chefe da Organização da Defesa Antimíssil de Israel, Uzi Rubin, explicou a falha do sistema da defesa antiaérea estadunidense Patriot na Arábia Saudita.

    Segundo Uzi Rubin, citado pela revista Defense News, o sistema da defesa antiaérea saudita não conseguiu detectar os mísseis e drones voando em uma altitude baixa, porque seus sensores rastreavam os alvos apenas por cima do horizonte. Além disso, a Arábia Saudita tem um território vasto, o que também dificulta a defesa do espaço aéreo.

    O engenheiro considera que para Riad serviria melhor o sistema russo de defesa antiaérea de curto alcance Pantsir-S1. Este último permitiria à Arábia Saudita detectar e eliminar até os objetos que voam baixo.

    Uma unidade do sistema russo Pantsir-S1 é visto na Praça Vermelha de Moscou durante a Parada da Vitória de 9 de maio de 2017
    © Sputnik / Aleksandr Vilf
    Uma unidade do sistema russo Pantsir-S1 é visto na Praça Vermelha de Moscou durante a Parada da Vitória de 9 de maio de 2017

    Ataque contra instalações petrolíferas

    No dia 14 de setembro, várias instalações petrolíferas da empresa estatal da Arábia Saudita Saudi Aramco sofreram um ataque de drones. Depois do incidente o país teve que reduzir a produção de petróleo em mais de duas vezes.

    Mais:

    Análise: Arábia Saudita deveria repensar sua defesa após falha do sistema antiaéreo Patriot
    Erdogan não descarta compra dos sistemas Patriot dos EUA
    EUA são quem contribuem para o terrorismo no Oriente Médio, afirma líder iraniano
    Tags:
    drones, Saudi Aramco, Arábia Saudita, Patriot
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar