18:58 16 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Sistema da defesa antiaérea Buk-M2 exposto na MILEX 2019, em Minsk

    Maduro anuncia implantação de sistema de defesa antiaérea na fronteira com Colômbia

    © Sputnik / Viktor Tolochko
    Defesa
    URL curta
    12482
    Nos siga no

    O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou a implantação de um sistema de mísseis de defesa antiaérea na fronteira com a Colômbia, após ter declarado "alerta laranja" diante da "ameaça colombiana".

    Na quarta-feira (4), Maduro anunciou a realização de exercícios militares na fronteira com a Colômbia de 10 a 28 de setembro. Nesse período, todos os armamentos devem estar prontos e todas as forças armadas devem ser rapidamente mobilizadas.

    "Ontem decretei o alerta laranja para todas as tropas da Força Armada Nacional Bolivariana ao longo da fronteira com a Colômbia para garantir a soberania e a paz da Venezuela. As tropas já estão posicionadas e agora vamos implantar o sistema de mísseis de defesa antiaérea de 10 a 28 de setembro", disse Maduro.

    Os exercícios militares ocorrerão em comemoração do 14º aniversário da criação do Comando Estratégico Operacional das Forças Armadas Nacionais Bolivarianas (CEOFANB).

    Membros da Força Armada Nacional Bolivariana durante celebração do seu décimo aniversário em Caracas, Venezuela, 13 de abril de 2019
    © AP Photo / Ariana Cubillos
    Membros da Força Armada Nacional Bolivariana durante celebração do seu décimo aniversário em Caracas, Venezuela, 13 de abril de 2019

    De 24 de julho a 30 de agosto, as Forças Armadas venezuelanas tinham realizado exercícios com o objetivo de "elevar a preparação operacional dos componentes militares e enfrentar a criminalidade transfronteiriça".

    Mais:

    Governo Maduro diz que Colômbia tem plano de realizar atentado contra a Venezuela
    Venezuela enfrenta 'guerra subterrânea' para desmembrar o país, acusa Maduro
    'Fascismo' do governo Bolsonaro é culpado pelos incêndios na Amazônia, afirma Maduro
    Tags:
    sistema de defesa antiaéreo, exercícios militares, Colômbia, Venezuela, Nicolás Maduro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar