14:26 19 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Porta-aviões da Marinha Real Britânica HMS Queen Elizabeth

    Principal navio da Marinha britânica sofre com 'inundações semanais', admite capitão

    © REUTERS / Peter Nicholls
    Defesa
    URL curta
    11163
    Nos siga no

    No mês passado o porta-aviões HMS Queen Elizabeth começou a meter água, obrigando o principal navio da Marinha Real britânica a interromper suas provas de mar, que deveriam durar 5 semanas, e a voltar para o porto de Portsmouth.

    O capitão do porta-aviões, Steve Moorhouse, admitiu que o navio está sofrendo de inundações semanais que, segundo as afirmações dele, são "inevitáveis".

    "Este é o sexto navio do qual eu sou capitão, tem sido um enorme privilégio para mim na Marinha Real, e eu creio que em média ocorre uma inundação por semana em cada navio do qual eu tenho sido capitão", disse o capitão do porta-aviões enquanto o HMS Queen Elizabeth saiu da base naval de Portsmouth em direção aos EUA para participar de exercícios militares conjuntos, escreve Independent.

    Moorhouse disse que, embora o Queen Elizabeth tenha sido projetado com uso de tecnologia de "classe mundial", é inevitável que "os vedantes e as válvulas podem falhar se você não tiver usado os sistemas durante anos".

    "As inundações fazem parte do trabalho, uma coisa que tranquiliza mesmo é que os meus marinheiros reagem exatamente como você gostaria que reagissem, por isso está tudo pronto e arrumado, estamos prontos para navegar", acrescentou o capitão do porta-aviões.

    O porta-aviões britânico HMS Queen Elizabeth em Portsmouth, Reino Unido
    O porta-aviões britânico HMS Queen Elizabeth em Portsmouth, Reino Unido

    Moorhouse falou depois de o navio, que custa US$ 3,8 bilhões (R$ 15,7 bilhões), ter sido reencaminhado de volta para Portsmouth por precaução após de ter sido detectada entrada de água no mês passado.

    Um porta-voz do Ministério da Defesa do Reino Unido descreveu a situação de entrada de água como um "assunto de menor importância com um sistema interno" que está sendo investigado.

    Anteriormente, o HMS Queen Elizabeth sofreu inúmeros problemas, incluindo uma entrada de água pelo retentor do eixo da hélice, que alegadamente causou inundações no navio, e o acionamento acidental do sistema de incêndio enquanto estava no hangar.

    Mais:

    Reino Unido diz ter vivido 'maior momento na história militar' do país
    Reino Unido deslocará 800 militares para a Noruega
    Tags:
    Reino Unido, Queen Elizabeth, navio, vazamento, Marinha Real britânica, porta-aviões
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar