02:12 21 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    9513
    Nos siga no

    Um navio de guerra da Marinha dos EUA navegou pelo estreito de Taiwan na sexta-feira (23) em meio às tensões entre Pequim e Washington que se intensificaram nas últimas semanas.

    As tensões entre Pequim e Washington se agravaram depois da proposta de venda de dezenas caças norte-americanos para Taiwan e a inquietação que a proposta gerou em Pequim.

    Os navios de guerra norte-americanos navegam regularmente pelo estreito de Taiwan que separa a China continental e a ilha de Taiwan, que Pequim considera ser sua província separatista.

    "O trânsito do navio pelo estreito de Taiwan demonstra o empenho dos EUA em um Indo-Pacífico livre e aberto", disseram os militares dos EUA em comunicado à agência de notícias Reuters.

    O navio foi identificado como sendo o USS Green Bay, um navio anfíbio da classe San Antonio.

    Discussão sobre estreito de Taiwan

    O estreito de Taiwan, de 180 quilômetros de largura, separa a ilha de Taiwan da China continental. A ilha obteve sua autonomia durante a guerra civil de 1949. Pequim reclama a soberania da ilha, que se considera a si mesma como um país independente.

    Os EUA são o principal protetor e aliado de Taiwan e realizam patrulhas para assegurar a livre navegação no estreito, que a China considera serem suas águas territoriais. Os EUA enviam normalmente um ou dois navios demonstrando seu desafio e afirmando que eles têm o direito de passagem livre através das águas internacionais.

    O cruzador de mísseis norte-americano USS Antietam da classe Ticonderoga
    © CC BY 2.0 / Marinha dos EUA
    O cruzador de mísseis norte-americano USS Antietam da classe Ticonderoga

    Cruzador USS Antietam

    O último caso ocorreu em 24 de julho, quando o cruzador USS Antietam navegou pelo estreito um dia depois de Pequim ter avisado que estava preparada para usar a força a fim de proteger seus interesses territoriais.

    Mais:

    China desestabiliza o Indo-Pacífico com comportamento 'agressivo', diz secretário de Defesa dos EUA
    China diz que estrangeiros não devem 'semear desconfiança' no mar do sul da China
    Pentágono investe US$ 200 milhões em navios de guerra de EUA e aliados
    Tags:
    Marinha dos EUA, China, Taiwan, EUA, Estreito de Taiwan
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar