12:58 20 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    O primeiro porta-aviões de construção nacional da China durante cerimônia de lançamento em Dalian, província de Liaoning, China, 26 de abril de 2017

    Primeiro porta-aviões fabricado na China carregará 50% mais caças que seu predecessor

    © REUTERS / Stringer
    Defesa
    URL curta
    5370

    O Type 001A carregará até 36 caças J-15. Navio pode transportar 12 caças a mais que o Liaoning, primeiro porta-aviões do país.

    A embarcação é o primeiro porta-aviões construído inteiramente na China. Por enquanto, ele é chamado de Type 001A, visto que a Marinha Chinesa tradicionalmente torna público o nome de seus navios somente após seu comissionamento. O primeiro navio desta categoria do país é o Liaoning, de fabricação soviética e posteriormente modificado.

    Inicialmente, o Type 001A suportaria 32 caças J-15 de quarta geração. No entanto, os especialistas chegaram à conclusão de que o navio precisaria ter mais caças para garantir a superioridade aérea em combate, disse o especialista naval Lie Jie em entrevista à Global Times.

    O Type 001A, embora no geral seja parecido com seu predecessor Liaoning, possui algumas diferenças. Seu convés é maior, podendo carregar um maior número de aeronaves.

    O navio chinês espelha o desenvolvimento do gigante asiático no setor naval. Pequim já revelou que pretende criar uma frota de porta-aviões semelhante à dos EUA.

    O presidente da China Shipbuilding Industry Coorporation (Corporação Industrial de Construção Naval da China), comentou as novas capacidades do seu país, para a mídia local.

    "Qualquer que seja o tipo de porta-aviões que nosso país queira desenvolver no futuro, nós poderemos fazê-lo por conta própria", disse Hu.

    O novo porta-aviões chinês foi construído em 2 anos e 2 meses. Lançado ao mar em 2017, a embarcação tem passado por diversos testes antes de entrar em plena operação.

    Mais:

    Japão enviará navio-patrulha para ilhas disputadas com China, reporta mídia
    Pequim acusa Marinha dos EUA de provocação no mar do Sul da China em meio à guerra comercial
    China nega visita de navios dos EUA a Hong Kong
    Tags:
    China, Marinha da China, porta-aviões
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar