12:52 20 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Veículo aéreo não tripulado russo Okhotnik (foto de arquivo)

    Mídia chinesa admira novíssimo drone militar russo Okhotnik

    © Foto: Instagram/Fighter_bomber_
    Defesa
    URL curta
    6331

    O primeiro voo do novíssimo drone militar russo S-70 Okhotnik-B (Caçador-B) é de grande importância para o desenvolvimento da tecnologia militar na Rússia, escreve o jornal chinês Huanqiu Shibao.

    Como nota o autor do artigo, Zhang Jie, os drones stealth feitos com o esquema de "asa voadora" tornaram-se recentemente uma das principais direções de desenvolvimento da aviação mundial.

    "No futuro, as plataformas de inteligência, vigilância, transmissão de informações e funções de ataque terão que combinar furtividade com boas características de cruzeiro", acrescenta.

    Jie ressaltou que, graças à tecnologia "asa voadora", o drone militar russo tem alta eficiência com uma velocidade subsônica constante.

    Capacidades amplas

    A baixa resistência do ar neste modo de voo e a elevada qualidade aerodinâmica permitem ao drone voar longas distâncias com a mesma envergadura de asa, explica o autor.

    Ele ressaltou que os drones furtivos que são projetados como "asas voadoras" estão se tornando menos visíveis, já que esses drones usam frequentemente válvulas de admissão de ar com aba, não há estabilizadores verticais na cauda e não há sistemas refletores de radar salientes na fuselagem.

    A edição escreve que apenas teve lugar um primeiro voo de teste do Okhotnik e que a Rússia pretende aplicar grandes esforços para realizar novos testes e o aprimoramento do drone.

    O teste do drone Okhotnik está sendo realizado em uma das áreas de teste do Ministério da Defesa. Este drone deve ser o primeiro drone pesado nas Forças Armadas com funções de ataque.

    Esquema especial

    O Okhotnik foi concebido de acordo com o esquema "asa voadora" com uso de materiais e revestimentos especiais que o tornam quase imperceptível aos meios de detecção por radar.

    Além disso, ele é equipado com aparelhos de reconhecimento óptico-eletrônico, radiotécnico e outros tipos de reconhecimento, bem como um motor turbojato série AL-31, que é utilizado, nomeadamente, nos aviões de combate Su-27.

    Ao mesmo tempo, não existem pilones para armas na asa do aparelho: por conseguinte, os meios de ataque são instalados no interior da fuselagem.

    Primeiro voo

    No início de agosto realizou-se o primeiro voo do drone. Ele durou mais de 20 minutos. Dirigido por um operador, Okhotnik sobrevoou várias vezes o aeródromo a uma altitude de cerca de 600 metros e fez uma aterrissagem bem-sucedida. Mais tarde, o Ministério da Defesa publicou imagens dos testes.

    Mais:

    'Pesadelo voador': Rússia desenvolve drone com espingarda (VÍDEO)
    Mídia chinesa: drone subaquático russo Poseidon é o melhor do gênero
    Rostec revela características do novíssimo drone de reconhecimento russo Korsar
    Tags:
    Rússia, Okhotnik-U, drone, China, mídia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar