19:09 19 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Eurofighter Typhoon das forças armadas britânicas

    Caças britânicos escoltam avião de transporte militar russo perto da Estônia (FOTOS)

    © Foto / UK Ministry of Defence
    Defesa
    URL curta
    3521
    Nos siga no

    Caças da Forças Aérea Real britânica levantaram voo de uma base na Estônia no passado domingo (28) para interceptar um avião de transporte militar russo Il-76.

    A aeronave de transporte estava efetuado um voo perto do espaço aéreo da Estônia, informou ontem (30) em um comunicado o Ministério da Defesa do Reino Unido.
    "Continuamos a escoltar a aeronave de transporte enquanto ela transitava em direção norte, se afastado do espaço aéreo da Estônia", disse o piloto britânico que esteve envolvido na operação citada no comunicado.

    Conforme indicou o ministério, se tratou de uma missão de rotina para os caças Typhoon da base aérea de Amari, destinada a "garantir que o Reino Unido está aqui para trabalhar em parceria com a Estônia".

    No domingo, caças Typhoon da Força Aérea Real operando a partir da base aérea de Amari na Estônia levantaram voo para interceptar um avião de transporte militar russo Il-76 que estava voando perto do espaço aéreo estoniano.

    Em maio, uma unidade de quatro caças Eurofighter Typhoon da Força Aérea Real do Reino Unido começou oficialmente a missão de patrulha sobre os países bálticos. As aeronaves britânicas substituíram os aviões da Força Aérea alemã, que cumpriam a mesma missão, em regime rotativo, desde agosto.

    Em 2017, a OTAN enviou quatro agrupamentos táticos multinacionais para a Estônia, Letônia, Lituânia e Polônia, com um total de 4.500 efetivos , como parte de um reforço militar no seu flanco leste.

    Mais:

    2 caças Eurofighter se chocam ao sobrevoar Alemanha (Foto, Vídeo)
    Estrondo sônico causado por intercepção de avião comercial no Reino Unido aterroriza moradores
    Tags:
    Reino Unido, espaço aéreo, Il-76, Estônia, Eurofighter Typhoon, Força Aérea Real
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar