11:42 22 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Bombardeiro estratégico russo Tu-160

    Bombardeiros russos Tu-160 'deram bofetada' em OTAN, diz mídia chinesa

    © Sputnik / Aleksei Fedoseev
    Defesa
    URL curta
    171135
    Nos siga no

    Jornalistas do portal chinês Sohu afirmaram que Rússia assustou a OTAN durante o exercício BALTOPS 2019, organizado de 9 a 21 de junho na região do mar Báltico.

    Depois que a aliança realizou mais um exercício no mar Báltico, a Rússia enviou dois bombardeiros Tu-160 para a região. Segundo os autores da publicação, Moscou decidiu mostrar aos países do bloco militar que as provocações perto das fronteiras russas não seriam toleradas.

    "O aparecimento dos bombardeiros russos mais fortes Tu-160 deixou seriamente assustados os países da OTAN", acreditam os autores do artigo.

    Esses aviões têm um grande poder de combate, podem voar por 23 horas percorrendo 12 mil quilômetros sem reabastecimento e a velocidade de seu voo pode ultrapassar Mach 2. Os Tu-160 podem largar bombas nucleares, lançar mísseis de cruzeiro e sua carga útil pode atingir 45 toneladas, tendo sido apelidados de "arsenal móvel", diz o relato.

    Aparecimento dos bombardeiros russos

    Quando os bombardeiros apareceram no céu sobre o mar Báltico, a aliança não pôde fazer nada quanto a isso, pois eles estavam patrulhando apenas o espaço aéreo internacional.

    Para interceptar o Tu-160 e lhes transmitir um aviso, a Dinamarca levantou no ar um F-16, a Finlândia – um F-18 e a Suécia – um JAS-39. Mas os aviões russos pareciam não ter notado que estavam cercados e continuaram seu voo.

    "Estas ações inesperadas por parte da Rússia foram uma espécie de bofetada na cara dos países da OTAN", escreve o Sohu.

    Os autores referem que os países europeus, sob liderança de Washington, estão tentando constantemente cercar a Rússia e isolá-la do resto do mundo. No entanto, Moscou demonstra através das suas ações que não se deixará ofender.

    Mais:

    Bombardeiro dos EUA treina lançamento de bombas perto das fronteiras russas (FOTO)
    Mídia: EUA temem que caça russo Su-57 se torne bombardeiro nuclear
    Caças dos EUA acompanham bombardeiros estratégicos russos durante sobrevoo do Ártico
    Tags:
    mar Báltico, OTAN, exercícios, russos, bombardeios, Tu-160
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar