14:12 12 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    S-400

    Chanceler: Turquia comprou S-400 russos mesmo sendo ameaçada com sanções dos EUA

    © Sputnik / Aleksei Malgavko
    Defesa
    URL curta
    7190
    Nos siga no

    O ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, disse que Ancara adquiriu os sistemas russos de defesa antiaérea S-400, apesar da ameaça de sanções dos EUA.

    Segundo o chanceler turco, citado pela agência Anadolu, agora é apenas uma questão de saber quando os sistemas de defesa antiaérea serão entregues à Turquia. "É impossível que nos recusemos a comprar S-400", afirmou Cavusoglu.

    "Não importa qual será a decisão sobre sanções, não importa qual será a declaração que virá dos EUA, já compramos S-400", afirmou ministro turco. Falando sobre a exclusão da Turquia do programa americano F-35, Cavusoglu disse que outros parceiros não apoiam a medida do lado americano.

    "Todas as decisões devem ser tomadas em consenso", afirmou Cavusoglu, observando que a Turquia também é parceira do programa e tem contribuído significativamente.

    EUA são contra a compra de S-400

    Anteriormente, foi relatado que o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, está considerando todas as opções possíveis de sanções contra a Turquia devido à compra de S-400.

    Ancara reiterou inúmeras vezes que não se recusará a comprar S-400, estando o primeiro lote previsto a ser entregue na primeira quinzena de julho. Os EUA dizem que os S-400 são incompatíveis com os padrões da OTAN, ameaçam com sanções por sua possível aquisição e têm dito repetidamente que podem atrasar ou cancelar o processo de venda do mais novo avião F-35 da Turquia.

    Mais:

    Erdogan propõe a Trump criação de grupo de trabalho sobre S-400 russos
    Jatos F-35 não estarão sob cobertura dos S-400, diz embaixador da Turquia nos EUA
    Kremlin: fornecimento de S-400 vai ser realizado antes do previsto
    Tags:
    ministro, sanções, EUA, Turquia, Rússia, S-400
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar