10:59 07 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Caça chinês J-10

    Pequim reforça bases no mar do Sul da China com novos caças J-10

    CC BY 2.0 / mxiong / J-10
    Defesa
    URL curta
    7301
    Nos siga no

    O Exército Popular de Libertação da China (PLA) teria deslocado novos caças J-10 ("Pássaros de Fogo") para um aeródromo nas disputadas ilhas Paracel.

    Anteriormente, a China já tinha enviado para a região diversas aeronaves, incluindo aviões JH-7 e caças de superioridade aérea J-11B, junto com sistemas terrestres de defesa antiaérea e antimíssil.

    Os sistemas de mísseis implantados no início de 2018 incluíam os mísseis HQ-9B terra-ar, uma plataforma com alcance aproximado de 250 quilômetros, além de capacidades hipersônicas. Para além disso, em maio de 2018, os chineses também instalaram na zona mísseis de cruzeiro antinavio YJ-12, com um formidável alcance de 400 quilômetros e velocidade Mach 4, bem como bombardeiros pesados de longo alcance H-6K.

    Caças J-10 da Força Aérea do Exército de Libertação Popular da China no show aéreo em Zhuhai, China, 2014 (foto de arquivo)
    © AFP 2019 / Johannes Eisele
    Caças J-10 da Força Aérea do Exército de Libertação Popular da China no show aéreo em Zhuhai, China, 2014 (foto de arquivo)

    A região é considerada a linha de frente de qualquer potencial conflito com os EUA ou o bloco ocidental, que têm aumentado a sua presença militar na região desde 2010, conforme a mídia Military Watch.

    O J-10 foi desenvolvido como um caça veloz e de baixo custo, utilizando o mesmo motor turbofan WS-10 que o caça J-11.
    Atualmente, o PLA conta com 15 batalhões de caças J-10.

    Ainda não está claro qual o modelo do J-10 que foi destacado para a região, mas se for um J-10C, tal proporcionaria uma série de novas capacidades para o contingente aéreo local.

    Esta representaria também a primeira implantação de caças de nova geração nas bases do mar do Sul da China , tornando seus sistemas defensivos mais eficazes.

    O J-10C entrou em serviço em abril de 2018 e conta com sistemas de guerra eletrônica e aviônica de última geração, além de novas munições de longo alcance, como o míssil ar-ar PL-15 e novos dispositivos, como o radar AESA.

    Mais:

    Caças da Força Aérea chinesa demonstram desempenho de alto nível durante apresentação
    Pilotos chineses denominam Su-35 russo de 'rei dos caças de 4ª geração'
    Mídia chinesa afirma que caça russo MiG-35 está pronto para guerra moderna
    Tags:
    China, avião de assalto, avião de combate, avião de ataque, avião mlitar
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar