22:35 22 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    141121
    Nos siga no

    O Pentágono e a Lockheed Martin estão prestes a alcançar o maior acordo da história do Departamento de Defesa norte-americano: a aquisição de centenas de caças F-35.

    O acordo provisório para a aquisição de 470 novos caças F-35 para a Força Aérea, Marinha e aliados foi anunciado nesta terça-feira (11) pelo Departamento de Defesa, ressaltando que o contrato deve ser assinado em agosto.

    Caso o acordo seja formalizado, essa será a maior aquisição da história do Departamento de Defesa, em um valor estimado em US$ 34 bilhões (R$ 131 bilhões), segundo o jornal The Washington Post.

    "O acordo marca a maior aquisição na história do Departamento e fornece um melhor valor para militares e contribuintes, incentivando a indústria a melhorar continuamente seu desempenho, além de conseguir valores unitários do F-35 mais baixos [...]", afirmou Mathias Winter, executivo do programa F-35.

    O grande número de aeronaves encomendadas deve permitir ao Pentágono reduzir o custo unitário da aeronave em aproximadamente 15%, afirmou o porta-voz do Pentágono.

    O porta-voz ressalta que tanto a Lockheed Martin quanto o Departamento de Defesa tentam lidar com as críticas do Congresso sobre o alto custo do programa F-35. Desde a sua criação, o F-35 tem sido muito criticado devido ao desperdício de gastos.

    Além disso, a aeronave ainda não justificou o seu valor, já que por diversas vezes apresentou sérios problemas técnicos.

    Mais:

    EUA param de aceitar novos pilotos turcos para treinar caças F-35
    Sistemas russos S-400 são incompatíveis com caças F-35, afirma comandante da OTAN na Europa
    Pilotos turcos foram afastados dos treinamentos nos caças F-35, revela Pentágono
    Tags:
    EUA, Defesa, avião de assalto, avião de combate, avião de ataque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar