21:47 22 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Caça norte-americano da quinta geração F-35

    Pilotos turcos foram afastados dos treinamentos nos caças F-35, revela Pentágono

    © AP Photo / Ross D. Franklin
    Defesa
    URL curta
    465

    Os pilotos turcos que estavam recebendo instrução para voar nos caças F-35 na Base Aérea de Luke (estado do Arizona) foram afastados dos treinamentos, informou a Reuters com referência a um representante do Pentágono.

    "O departamento está consciente de que os pilotos turcos [...] não estão voando", disse à Reuters o porta-voz do Pentágono, Mike Andrews. O programa abrange quatro pilotos, dois instrutores e cerca de 20 técnicos de manutenção, que também efetuavam treinos.

    "Sem a mudança na política turca, vamos continuar a trabalhar estreitamente com nossos aliados turcos para pôr fim à sua participação do programa F-35", disse ele.

    Anteriormente, o secretário de Defesa dos Estados Unidos, Patrick Shanahan, informou seu homólogo turco Hulusi Akar de que os pilotos turcos que estão treinando nos EUA para operar os caças F-35 devem abandonar o país até 31 de julho.

    Na semana passada, a mídia informou que Washington tomou a decisão de deixar de aceitar quaisquer pilotos turcos adicionais, os quais deveriam ir ao país para serem treinados em caças F-35.

    A decisão dos EUA está relacionada com a compra por Ancara dos sistemas de defesa antiaérea russos S-400, que a Turquia deve receber ainda neste ano. De acordo com Washington, este sistema de defesa seria incompatível com os equipamentos da OTAN e colocaria em risco os caças norte-americanos F-35, caso eles fossem operados pela Turquia junto com os S-400.

    Mais:

    EUA pretendem fornecer 24 caças F-35 à Turquia nos próximos 3 anos
    Forças Armadas dos EUA terão em seu arsenal todas as 3 versões do caça F-35
    Tags:
    relações bilaterais, Turquia, EUA, caça, S-400, F-35
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar