19:16 19 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Sistema automatizado de controle de golpe nuclear Perimetr, conhecido no Ocidente como Mão Morta

    General revela capacidades do sistema de retaliação nuclear 'Mão Morta'

    © Foto/ Fotógrafo desconhecido do Ministério da Defesa da URSS
    Defesa
    URL curta
    7302
    Nos siga no

    General das Tropas de Mísseis Estratégicos da Rússia revela as capacidades do sistema automatizado de comando e controle da retaliação nuclear Perimetr, conhecido no Ocidente como "Mão Morta".

    A possível instalação de mísseis norte-americanos de alcance médio na Europa não reduz as capacidades do sistema automatizado russo de comando e controle da retaliação nuclear Perimetr, disse à Sputnik o coronel-general aposentado Viktor Esin, ex-chefe do Estado-Maior das Tropas de Mísseis Estratégicos.

    Anteriormente, a mídia informou, citando Esin, que o sistema Perimetr se tornaria ineficaz caso ocorra a instalação de novos mísseis dos EUA na Europa.

    Entretanto, em entrevista o general russo se queixou da falta de profissionalismo dos jornalistas que haviam deturpado as palavras dele. De acordo com o ex-chefe do Estado-Maior, se tratava da questão de quando o sistema fosse posto em funcionamento, a Rússia seria capaz de usar só um pequeno número de mísseis.

    "De fato, o sistema Perimetr é capaz de cumprir sua tarefa principal, que é assegurar a realização de um ataque de resposta contra o agressor em situação de emergência", disse ele.

    "Outra questão é que esse ataque será reduzido, porque o ataque preventivo do inimigo neutralizaria uma parte considerável dos nossos meios nucleares estratégicos", declarou Esin à margem da conferência do Fórum Internacional de Luxemburgo para a Prevenção de Catástrofes Nucleares.

    Mais:

    Segredos do 'avião do Juízo Final' são revelados pela Força Aérea dos EUA
    Vice-chanceler fala do caráter altamente secreto do sistema nuclear russo 'Mão Morta'
    Força Aérea da Rússia receberá 'avião do Juízo Final' modernizado
    Tags:
    Fórum Internacional de Luxemburgo sobre a Prevenção de Catástrofes Nucleares, Luxemburgo, míssil, armamento, Rússia, golpe
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar