00:24 23 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Lockheed EP-3 (foto de arquivo)

    Inteligência não dorme: mais um avião espião americano é avistado perto da Crimeia

    CC0 / Departamento de Defesa dos Estados Unidos
    Defesa
    URL curta
    552

    Uma aeronave americana de inteligência eletrônica foi detectada hoje (29) sobrevoando o céu sobre o mar Negro, relata portal de monitoramento PlaneRadar.

    A aeronave Lockheed EP-3E Aries II, pertencente à Força Aérea dos EUA com número de cauda 157316, decolou da base aérea de Souda Bay, na ilha grega de Creta. Às 12h15, no horário de Moscou (às 6h15, de Brasília), foi avistado nas proximidades da costa da Crimeia.

    ​13h10, horário de Moscou (7h10, horário de Brasília)

    O avião continua efetuando voo de reconhecimento ao longo da costa russa do mar Negro

    De acordo com dados fornecidos pelo portal, às 13h10, horário de Moscou (às 7h10, horário de Brasília), o avião ainda estava conduzindo um voo de reconhecimento ao longo da costa russa do mar Negro.

    O portal também destaca que às 14h40, horário de Moscou (às 8h40, horário de Brasília), a aeronave de reconhecimento completou a missão.

    A presença de aviões e aeronaves não tripuladas de reconhecimento perto das fronteiras da Rússia tem aumentado bastante nos últimos anos. As aeronaves são detectadas regularmente perto da península da Crimeia, na região de Krasnodar e no mar Báltico e também perto das bases russas na Síria.

    O Ministério da Defesa da Rússia já havia apelado a Washington para que abandonasse estas operações de reconhecimento, mas o Pentágono recusou.

    Mais:

    Avião espião dos EUA teria evitado conflito com Coreia do Norte, diz mídia
    Avião de treinamento cai na Rússia deixando 2 mortos
    Aeronave da Força Aérea americana faz missão de reconhecimento perto da Crimeia (FOTO)
    Aeronave militar americana é avistada cruzando área perto da Crimeia (FOTO)
    Tags:
    inteligência, voo, missão, avião de reconhecimento, Força Aérea dos EUA, mar Negro, Crimeia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar