14:58 23 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Exercícios militares da OTAN (imagen referencial)

    Análise: participação de Kosovo em exercícios da OTAN é parte da política contra Sérvia

    © flickr.com/ SHAPE NATO
    Defesa
    URL curta
    0 02

    A participação do chamado Exército de Kosovo dos exercícios militares da OTAN na Croácia é a uma demonstração da política de continuidade que realizam as potências ocidentais na região dos Bálcãs Ocidentais contra Belgrado, opina analista militar da Sérvia.

    Em comemoração do 10º aniversário da entrada da Croácia na OTAN, os exercícios militares intitulados "Immediate Response 19" (Resposta Imediata 19) vão ter lugar no território do país em maio e junho. Os militares da autoproclamada República do Kosovo também vão participar deles.

    O ex-chefe da inteligência militar da Sérvia, general Momir Stojanovic, opinou em entrevista à Sputnik Sérvia que esses exercícios e a participação de Kosovo indicam o agravamento das relações entre o Leste e o Oeste dos Bálcãs.

    Nem o Acordo de Kumanovo nem a Resolução 1244 do Concelho de Segurança da ONU, que é reconhecida pela comunidade internacional, permitem a Kosovo ter suas próprias forças armadas, recorda o general.

    Segundo ele, esse fato não impediu os países ocidentais de convidar a participar dos exercícios militares as forças militares de Kosovo.

    "Acho que essa é a resposta da OTAN, sobretudo dos EUA, ao desfile militar na cidade de Nis [em 10 de maio, em Nis, a cerca de 60 quilômetros da fronteira com Kosovo, teve lugar um desfile militar de que participaram militares da Rússia e da Sérvia] para reestabelecer o balanço e esclarecer para os albaneses do Kosovo que a OTAN é o garante da segurança deles, apesar de Kosovo não ser membro da Aliança", disse ele.

    O analista militar recordou que Kosovo organizou manobras militares com o Exército da Albânia e notou que a situação com a segurança na Sérvia é muito complicada e que os exercícios militares da OTAN na Croácia não são um sinal de boa-vontade para a Sérvia.

    "É obvio que estamos caminhando para um agravamento da situação no 'nó górdio' dos Bálcãs Ocidentais. Estou longe de ser otimista, e eu não vejo como o problema poderia ser resolvido por via diplomática ou outros meios. De fato, isso tudo vai continuar, esse jogo de demonstração de força contra a Sérvia, e como isso tudo vai evoluir – é muito difícil de prognosticar", concluiu general Momir Stojanovic.

    Dos exercícios militares Immediate Response 19 vão participar cerca de 1.600 efetivos, 60 aviões, 30 helicópteros e 800 veículos de mais de 10 países membros da OTAN.

    Mais:

    EUA testam míssil antibalístico durante manobras da OTAN no Atlântico (FOTO)
    Analistas revelam custo de possível retirada dos EUA da OTAN
    Especialista sugere haver países da UE com aeródromos prontos para aviões 'nucleares' da OTAN
    Tags:
    ONU, EUA, Balcãs, exercício militar, Croácia, Kosovo, Sérvia, OTAN
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar