02:18 20 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Navios da Marinha chinesa (imagem referencial)

    Análise: Type 002 da China pode se tornar primeiro superporta-aviões fora do Ocidente

    © East News / Liu Zheng/Color China Photo/AP Images
    Defesa
    URL curta
    7241

    A China pode equipar o porta-aviões de última geração Type 002 com um novo sistema eletromagnético de lançamento e caças modernizados, tornando assim o navio em um superporta-aviões, considera o portal Militarty Watch.

    O Exército Popular de Libertação (PLA, na sigla em inglês) informou que a elaboração do sistema de lançamento eletromagnético (EMALS, na sigla em inglês), que permite facilitar a decolagem dos aviões do porta-aviões, terminou com sucesso e poderia ser instalado no novo porta-aviões Type 002, que se espera entrar no serviço em meados dos anos 20, recordou o site analítico.

    "O sistema passou os testes em terra com caças chineses J-15 Flying Shark modificados especialmente para ele", escreve o portal.

    Segundo o site analítico, apesar de haver muitos analistas ocidentais que puseram em dúvida a capacidade do PLA de criar tal sistema, por causa da complexidade dele, o exército chinês conseguiu fazê-lo.

    "O Type 002 será o primeiro navio de guerra dotado de um sistema de lançamento de catapulta que entrará no serviço fora do bloco ocidental", destaca o site analítico.

    O EMALS ofereça vantagens significativas para os aviões embarcados no navio. Entre elas estão a capacidade de se deslocarem com mais carga útil e combustível, menor espaço para decolagem e outras vantagens em comparação com os sistemas da geração anterior, opina o autor do artigo.

    "Além da integração do EMALS, se espera que o Type 002 tenha uma série de vantagens sobre seus antecessores, incluindo um maior número de aeronaves, alta resistência, armamento mais pesado, sensores mais poderosos e meios eletrônicos superiores", escreve o site analítico.

    Destróier chinês (imagem refenrecial)
    © AP Photo / Dai Zongfeng/Xinhua
    É muito provável que o Type 002 seja o primeiro de muitos superporta-aviões construídos pelo PLA. Também existem planos de construir um navio de guerra com deslocamento superior a 100 mil toneladas e, possivelmente, com propulsão nuclear. Estima-se que o porta-aviões chinês tenha um deslocamento de cerca de 85 mil toneladas, considera o portal.

    Quanto à modernização dos J-15, além dos sistemas EMALS, os caças embarcados devem receber um radar de varredura eletrônica ativa (AESA, na sigla em inglês), equipamentos para usar os novos mísseis PL-15 e YJ-12 e a célula com maior de uso de materiais compósitos, analisa o site.

    O porta-aviões será acompanhado por navios da última geração de destróieres chineses, nomeadamente o Type 052D e o Type 055, que asseguram a defesa antiaérea e um raio extraordinário das capacidades antinavio para garantir a proteção do porta-aviões, concluiu o portal Military Watch.

    Mais:

    China teria capacidade 'decisiva' para derrotar Marinha dos EUA
    'Boas-vindas à Marinha': confira imagens da chegada de navios russos à China
    Almirante da Marinha dos EUA apela para 'ofensiva' contra Rússia e China
    Tags:
    mariana, porta-aviões, J-15, Type 055, Exército da Libertação do Povo da China, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar