09:37 19 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Sistemas de mísseis S-400 Triumph do regimento de defesa antiaérea na cidade russa de Teodósia, na Crimeia

    Pentágono pondera substituir Turquia no programa F-35 devido à compra dos S-400

    © Sputnik / Sergei Malgavko
    Defesa
    URL curta
    11312

    A medida poderia levar a consequências negativas, como o abrandamento das entregas dos caças e o aumento do custo do programa, informou a subsecretária de Defesa dos EUA para Aquisição e Manutenção.

    A subsecretária de Defesa para Aquisição e Manutenção dos EUA, Ellen Lord, declarou ontem (10) durante uma coletiva de imprensa que o seu país está considerando substituir a Turquia no programa de venda de caças multifuncionais furtivos F-35 face à decisão de Ancara de adquirir os sistemas antiaéreos russos S-400.

    "Estamos trabalhando já há algum tempo para ponderar fontes de fornecimento alternativas" dos F-35 em lugar da Turquia, salientou Lord, ao mesmo tempo informando que Washington "continua trabalhando" com Ancara e espera que usem um sistema [que esteja] conforme [com os padrões] da OTAN para defesa antiaérea do país.

    Quando foi perguntada sobre a possível data em que Washington poderia encontrar um substituto para a Turquia, a funcionária afirmou que o prazo ainda está sendo determinado.

    Neste contexto, a subsecretária de Defesa disse que a exclusão da Turquia do programa F-35 poderia provocar uma desaceleração nas entregas dos caças furtivos e o aumento do custo.

    "Vemos o possível abrandamento de algumas entregas durante os próximos anos e potenciais impactos no custo", afirmou, acrescentando que no Pentágono "pensam que poderão minimizar" essas consequências negativas.

    Para além disso, Lord afirmou que EUA fizeram uma proposta à Turquia para que compre sistemas antiaéreos norte-americanos Patriot em vez dos S-400, o que seria uma decisão "compatível" com os requisitos da OTAN. "Atualmente estamos negociando para substituir os S-400 pelos Patriot", sublinhou.

    Os EUA avisaram por várias vezes que a Turquia não iria poder participar do programa de aquisição dos caças F-35 no caso de comprar os sistemas de misseis antiaéreos S-400 Triumph, argumentando que não são compatíveis com as defesas da OTAN, e que a sua aquisição iria comprometer a segurança da Aliança.

    Mais:

    Rússia poderá vender caças Su-57 para Turquia, se EUA não quiserem mais vender seus F-35
    Turquia está interessada em outras armas russas além do S-400, diz estatal russa
    Turquia receberá primeiro S-400 em julho apesar da pressão dos EUA, diz oficial russo
    Tags:
    OTAN, defesa aérea, segurança, Pentágono, Rússia, Turquia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar