21:13 23 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Um caça russo Su-35S do grupo de acrobacia aérea Sokoly Rossii voando sobre o aeródromo Tsentralnaya Uglovaya, perto de Vladivostok

    Mídia: Su-35 no Egito seria um pesadelo para os EUA

    © Sputnik / Anton Balashov
    Defesa
    URL curta
    0 331

    Recentemente, o Egito teria cogitado adquirir aproximadamente 20 caças russos Su-35 como parte de seu plano de modernização da frota de aviões de sua Força Aérea. Além disso, o país também pretende adquirir caças MiG-29M.

    Ao saber das intenções do Egito, os EUA alertaram o país que, se mantivesse a intenção e não cancelasse a aquisição destes caças, os egípcios sofreriam sanções econômicas norte-americanas.

    A compra pelo Egito desses novos e modernos caças eliminaria sua inferioridade perante os seus vizinhos e clientes norte-americanos, como Israel e Arábia Saudita, que possuem caças F-15 Eagle e F-14, além da Argélia, conforme o portal Military Watch.

    Aparentemente, os EUA se sentem ameaçados pelo possível aumento de capacidade da Força Aérea egípcia, já que o país passaria a representar um desafio para as forças da Argélia ou de clientes do Ocidente, como a Arábia Saudita e Israel. E isso seria algo ruim para os norte-americanos.

    A atual frota de aviões do Egito é composta sobretudo por antigos caças F-16 norte-americanos, e hoje esses caças são incapazes de oferecer qualquer ameaça aos adversários, sendo um cenário extremamente favorável para Washington.

    Entretanto, os caças Su-35 podem revolucionar as capacidades de combate das forças egípcias, fornecendo condições suficientes para o Egito poder ameaçar os caças e aeronaves de apoio de seus inimigos.

    Por ser um caça de superioridade aérea, o Su-35 seria um rival forte para os interesses dos EUA na região, já que o Egito ficaria fortalecido e já não estaria em desvantagem, como tem sido nos últimos tempos.

    Essa situação não é nada confortável para os EUA, que pretendem manter o Egito como um país dependente de fornecimentos de material bélico ocidental, mas ao mesmo tempo restringindo o acesso a equipamentos de alta tecnologia, mantendo a atual desvantagem no equilíbrio de poder com relação aos clientes dos EUA.

    O Egito deixa claro que pretende reforçar suas forças militares, e é por isso que o país adquiriu sistemas antiaéreos S-300V4 e tanques T-90, ambos os equipamentos sendo russos.

    Com isso, os EUA procuram uma forma de impedir esse fortalecimento egípcio, que acabaria com a sua dependência dos norte-americanos. Por isso, os EUA tentam ameaçar a economia egípcia com sanções, pois sabem que são incapazes de fornecer equipamentos com as mesmas capacidades dos equipamentos russos.

    Mais:

    Egito decide se retirar da 'OTAN Árabe' criada pelos EUA
    Premiê israelense admite ter aprovado venda de submarinos 'avançados' ao Egito
    Egito teria concentrado centenas de tanques na fronteira com Líbia (FOTOS)
    Tags:
    avião de combate, avião de ataque, caças russos, avião mlitar
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar