21:20 22 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Boeing RC-135V norte-americano

    2 aviões americanos realizam voos de reconhecimento perto das fronteiras da Rússia

    CC BY-SA 2.0 / Rob Schleiffert / RC-135V, RIAT 1989
    Defesa
    URL curta
    418
    Nos siga no

    Dois aviões americanos foram detectados perto das fronteiras do sul e do oeste da Rússia, informam dados do recurso de monitoramento Plane Radar.

    Um avião Boeing RC-135V Rivet Joint decolou da base aérea de Mildenhall, localizada no Reino Unido, e depois passou perto da região de Kaliningrado. Outra aeronave, Lockheed EP-3E, decolou da base aérea de Souda Bay em Creta e aproximou-se da costa de Sochi.

    13h05 no horário de Moscou (07h05 no horário de Brasília)

    Avião de vigilância electrônica da Força Aérea dos EUA (OF 38th RS/55th WG), Boeing RC-135V Rivet Joint, número de bordo 64-14845, que decolou da base aérea de Mildenhall, realiza voo de reconhecimento perto da fronteira da região de Kaliningrado

    Avião Tu-154 (imagem referencial)
    © Sputnik / Mikhail Melnichuk
    Recentemente, cada vez mais aviões e veículos aéreos não tripulados de reconhecimento estrangeiros têm aparecido perto das fronteiras e instalações militares russas. Eles são vistos periodicamente sobre o mar Báltico, na Crimeia e na região de Krasnodar, bem como perto de bases russas na Síria.

    Em março, o número de bombardeiros estratégicos nucleares Boeing B-52H voando perto das fronteiras da Rússia também aumentou consideravelmente. O Ministério da Defesa russo apelou repetidamente aos EUA para que abandonassem tais operações, mas o Pentágono se recusou a fazê-lo.

    Mais:

    Aeronave de observação americana efetua 2º voo sobre a Rússia (FOTO)
    Avião dos EUA efetua voo de observação sobre leste da Rússia (FOTO)
    Avião americano realiza voo de reconhecimento perto da Crimeia (FOTOS)
    Tags:
    fronteiras russas, voos de reconhecimento, Boeing RC-135W Rivet Joint, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar