17:33 06 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    10280
    Nos siga no

    Os sistemas russos de defesa antiaérea ficarão invisíveis para as forças inimigas, afirmou à Sputnik o diretor executivo da Agência de Desenvolvimento de Engenharia de Precisão Nudelman, Valery Makeev.

    Segundo Makeev, isso será possível graças a uma estação passiva de visão circular que não emite radiação eletromagnética e faz com que os sistemas não sejam detectados

    "Ao longo dos últimos 3 anos conduzimos atividades de desenvolvimento com vista à criação de sistemas eletro-ópticos de visão circular. O processo já está quase terminado. Os testes estatais tiveram um resultado positivo, esperamos que em março seja tomada a decisão de implementação deste sistema", disse ele.

    Uma das principais características deste sistema é de ser passivo — ele não emite radiação eletromagnética e, devido a isso, as forças inimigas não são capazes de o detectar e destruir.

    "Em todos os conflitos de hoje, em primeiro lugar são destruídos os sistemas de defesa antiaérea, que são detectáveis devido à emissão eletromagnética e, após isso, a força aérea faz o seu trabalho. Mas se o sistema, dotado dos novos mísseis guiados por laser Sosna, possuir esta estação, tudo irá ser diferente'', explicou.

    Makeev enfatizou que, com a integração do complexo passivo de visão circular no sistema Sosna, o Exército irá obter um sistema de defesa antiaérea único, completamente passivo, com grande capacidade de sobrevivência.

    Ele também acrescentou que este aparelho pode ser instalado nos complexos de defesa antiaérea terrestres e navais, bem como ser implantado de forma autônoma em instalações protegidas.

    Mais:

    Especialista indica fatores que permitem os S-400 superar defesa americana
    EUA querem 'dissecar' sistema de defesa antiaérea da Rússia, diz analista
    Tags:
    desenvolvimento de armas, tecnologias modernas, defesa aérea, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar