14:29 14 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Ilhas Paracel, região disputada no mar do Sul da China

    Pequim planeja construir 'base estratégica de logística e serviços' no mar do Sul da China

    © AFP 2019 / STR
    Defesa
    URL curta
    8210
    Nos siga no

    As autoridades chinesas têm planos de instalar um assentamento militar em uma das Ilhas Paracel contestadas, de acordo com a mídia.

    Na sexta-feira (15), o Comitê Municipal de Sansha do Partido Comunista anunciou um plano para construir uma "cidade na ilha" de Woody Island, que faz parte das Ilhas Paracel. A iniciativa tornaria a ilha, junto com a Tree Island e a Drummond Island, em uma "base estratégica nacional de logística e serviços". 

    Segundo a edição South China Morning Post, a declaração apontou para a necessidade de "planejar cuidadosamente o desenvolvimento geral das ilhas e recifes se baseando em suas funções diferentes, levando em consideração sua relação complementar".

    Com uma área de apenas 2,6 km², a Woody Island é o centro administrativo da prefeitura de Sansha, estabelecida em 2012 para governar as Ilhas Paracel. Uma grande parte do território da ilha é ocupada pela pista de pouso, capaz de abrigar a maior parte dos aviões do Exército de Libertação Popular da China.

    Em maio do ano passado, em Washington, um relatório intitulado Iniciativa Asiática para a Transparência Marítima apontou que, em Woody Island, a China segue um plano estabelecido, que depois prosseguirá em outras ilhas: a construção de um porto para posterior construção de um aeródromo, construção de hangares, infraestrutura de comunicação e radares, e finalmente o posicionamento de mísseis antiaéreos e antinavio. 

    "Podemos olhar para os desenvolvimentos recentes em Woody Island como sinais de atividades posteriores que ocorrerão nos recífes Fiery Cross, Mischief e Subi", apontou o relatório. 

    Pequim reivindica a soberania sobre 90% do mar do Sul da China, inclusive sobre as Ilhas Paracel, porém, estas são disputadas por várias outras nações do Sudeste Asiático. Os EUA e seus aliados, como o Reino Unido e o Japão, insistem em seu direito de liberdade de navegação na zona, ignorando os protestos por parte da China durante a passagem de suas embarcações militares. 

    Mais:

    China discorda de novas exigências da Noruega no Ártico
    General americano anuncia modernização do exército por causa da Rússia e China
    O que está por trás do aumento do orçamento militar da China?
    Tags:
    disputa marítima, base, ilhas, Paracel, Woody, Mar do Sul da China, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar