00:49 18 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Tanque da batalha principal M-1 Abrams

    Novo sistema russo antitanque pode causar grandes problemas à OTAN, diz mídia

    © REUTERS / Kacper Pempel
    Defesa
    URL curta
    2374
    Nos siga no

    Os novos sistemas antitanque russos portáteis que estão sendo desenvolvidos podem ser um grande problema para os tanques da OTAN.

    O novo sistema lançador de mísseis pode ser considerado como uma resposta aos sistemas norte-americanos Javelin, além disso, pode se tornar em um verdadeiro "assassino" de tanques, afirma o coronel Roman Borisovich Spirin do Ministério da Defesa russo, segundo a revista The National Interest.

    Charlie Gao, autor do artigo, ressalta que os desenvolvedores pretendem aumentar a capacidade de penetração do novo míssil, resistência à interferência e capacidade de destruição de blindados, como os M1A2C Abrams da OTAN.

    "O novo sistema de mísseis é inovador, já que opera com base no princípio ‘disparou, esqueceu'", segundo Gao.

    Ou seja, esse princípio permite o lançamento de mísseis de pequeno porte a partir de instalações despreparadas ou a partir de lançadores portáteis. Além disso, o sistema antitanque pode ser utilizado em áreas urbanas, melhorando significativamente suas capacidades de combate.

    Já o sistema norte-americano Javelin, embora seja portátil, é um sistema muito complicado, dificultando sua utilização em combates.

    Mais:

    Especialistas dos EUA estão preocupados com silêncio sobre sistema antiaéreo russo S-500
    EUA enviarão equipe à Turquia para tentar barrar compra do sistema russo S-400
    Ministério da Defesa indiano: entrega de sistema russo S-400 agendada para início de 2020
    Tags:
    assassino, sistema antitanque, mísseis antitanque, tanque, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar