11:29 05 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    2374
    Nos siga no

    Os novos sistemas antitanque russos portáteis que estão sendo desenvolvidos podem ser um grande problema para os tanques da OTAN.

    O novo sistema lançador de mísseis pode ser considerado como uma resposta aos sistemas norte-americanos Javelin, além disso, pode se tornar em um verdadeiro "assassino" de tanques, afirma o coronel Roman Borisovich Spirin do Ministério da Defesa russo, segundo a revista The National Interest.

    Charlie Gao, autor do artigo, ressalta que os desenvolvedores pretendem aumentar a capacidade de penetração do novo míssil, resistência à interferência e capacidade de destruição de blindados, como os M1A2C Abrams da OTAN.

    "O novo sistema de mísseis é inovador, já que opera com base no princípio ‘disparou, esqueceu'", segundo Gao.

    Ou seja, esse princípio permite o lançamento de mísseis de pequeno porte a partir de instalações despreparadas ou a partir de lançadores portáteis. Além disso, o sistema antitanque pode ser utilizado em áreas urbanas, melhorando significativamente suas capacidades de combate.

    Já o sistema norte-americano Javelin, embora seja portátil, é um sistema muito complicado, dificultando sua utilização em combates.

    Mais:

    Especialistas dos EUA estão preocupados com silêncio sobre sistema antiaéreo russo S-500
    EUA enviarão equipe à Turquia para tentar barrar compra do sistema russo S-400
    Ministério da Defesa indiano: entrega de sistema russo S-400 agendada para início de 2020
    Tags:
    assassino, sistema antitanque, mísseis antitanque, tanque, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar