05:21 19 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Submarino nuclear K-162 (também conhecido como K-222) durante testes

    Submarino soviético 'Peixe Dourado' continua sendo o mais veloz do mundo

    CC0 / Camera Operator: PH2 D. BEECH
    Defesa
    URL curta
    7282
    Nos siga no

    O submarino soviético K-162 do projeto 661, cujo recorde foi fixado no Livro de Recordes das Forças Armadas da Rússia, continua sendo o mais veloz do mundo sob a água.

    Há 60 anos, engenheiros soviéticos desenvolveram um submarino secretamente para favorecer conceitos inovadores do veículo.

    O projeto resultou em um submarino dotado de mísseis guiados, sendo chamado primeiramente de K-162 e posteriormente de K-222, que ficou conhecido por sua velocidade.

    O submarino mais veloz de todos os tempos foi construído de titânio, entrando em serviço em 1969. Entretanto, foi em 1970 que o projeto 661 estabeleceu seu recorde mundial ao atingir a velocidade de 82,8 km/h, que, inclusive, não foi quebrado até hoje.

    Após ordem direta da União Soviética, engenheiros trabalharam para desenvolver um submarino que fosse veloz, porém, o desenvolvimento demorou, ficando pronto quase dez anos depois. Além disso, o K-162 recebeu mais de 400 novas soluções técnicas e era muito caro, por isso recebeu o apelido de "Peixe Dourado".

    Na época da construção do Projeto 661, a União Soviética já estava desenvolvendo outras novas classes de submarinos convencionais e nucleares, como o projeto 651 e projeto 659, segundo o portal The Drive.

    O casco do projeto 661 foi revestido internamente e externamente com titânio, por ser melhor que aço e alumínio. Na ocasião, o titânio ofereceu benefícios em termos de força e resistência contra corrosão. Entretanto o processo de construção de um submarino de grandes dimensões totalmente revestido por titânio foi considerado como um processo complexo e demorado.

    Além disso, o projeto 661 recebeu um avançado reator nuclear, que contribuiu para uma eficiência térmica, podendo ser operado a temperaturas mais elevadas do que a refrigeração líquida e sem o risco de fervura do refrigerador.

    Graças às suas características, o projeto 661 foi capaz de submergir a uma velocidade de 70 km/h, quebrando o recorde mundial de velocidade. Além disso, a velocidade máxima do submarino seria de aproximadamente 82 km/h, enquanto que os submarinos mais modernos podem atingir um pouco mais de 55 km/h.

    Apesar dos problemas apresentados pelo submarino, como, por exemplo, seu alto ruído, o equipamento forneceu experiência em diferentes abordagens, principalmente no desenvolvimento de tecnologias de reatores e proteção de casco de titânio.

    O K-162 ou projeto 661 foi projetado especialmente para atacar os porta-aviões dos EUA, entretanto, devido a seu alto custo, é o único submarino do Projeto 661.

    Mais:

    Portal americano simula ataque nuclear de submarino russo aos EUA
    Especialista revela vantagem do submarino russo da 4ª geração perante análogo americano
    Índia confirma interesse em submarino nuclear russo, diz mídia
    Tags:
    recorde, submarino nuclear, submarino atômico, submarino, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar