17:37 14 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    O destróier USS James Williams da Marinha dos EUA (imagem referencial)

    Vice-almirante dos EUA apela a criar navios não tripulados para conter Rússia e China

    CC BY 2.0 / Marinha dos EUA / USS James E. Williams transits the Norwegian Sea
    Defesa
    URL curta
    409
    Nos siga no

    Os EUA precisam de construir novos navios, inclusive embarcações de superfície não tripuladas, para conter as Marinhas russa e chinesa, declarou o vice-almirante da Marinha norte-americana, Richard Brown.

    "Precisamos de embarcações de superfície não tripuladas de médio e grande porte. Precisamos de uma fragata e de um grande navio de combate de superfície", declarou Brown, discursando na terça-feira no simpósio da Surface Navy Association (SNA).

    O vice-almirante assinalou que o desenvolvimento e colocação em serviço de tais navios estão ligados à "era de concorrência entre as grandes potências" que começou de novo.

    "Desta vez há duas nações revisionistas que estão renascendo — a Rússia e China. A Rússia está direcionando novamente seus submarinos nucleares à região GI-UK [entre a Groenlândia e o Reino Unido] e nos desafia no Mediterrâneo Oriental e Atlântico Norte", ressaltou Brown, segundo o site da Marinha dos EUA.

    De acordo com ele, a China desafia os EUA na região de ilhas perto da sua costa, onde a Marinha chinesa escolta "todos os navios americanos".

    Entre outras ameaças, ele indicou a Coreia do Norte e o Irã, bem como o extremismo, contra o qual é necessário continuar a luta.

    No outono de 2018, um dos Comandos da Marinha dos EUA recebeu propostas sobre o desenvolvimento de um navio de médio porte não tripulado de 12-50 metros de comprimento com "alcance elevado, maior velocidade de cruzeiro e alta segurança". O funcionamento autônomo da embarcação seria de 60-90 dias, a velocidade — de 24-27 nós.

    Além disso, foi indicada uma série de exigências quanto às funcionalidades do navio, mas sem detalhes quanto às armas a instalar a bordo. Foi assinalado que o empreiteiro devia estar pronto para desenvolver o protótipo no prazo de 1-1,5 anos. Porém, até agora não há informação sobre a assinatura de contratos para a construção de tais navios.

    Mais:

    Chefe da Defesa britânico faz proposta inédita de lançar paintballs à Marinha espanhola
    Marinha da Rússia equipará seus submarinos com 'torpedos do Juízo Final'
    Mísseis chineses seriam um alerta à Marinha dos EUA?
    Navio da Marinha dos EUA no mar Negro é uma demonstração de força, afirma especialista
    Tags:
    desenvolvimento, navios, Marinha, ameaça, contenção, Rússia, China, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar