06:00 19 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    112318
    Nos siga no

    A Saab confirmou a assinatura do contrato com o Exército brasileiro para o fornecimento do lançador de mísseis antiaéreos portátil de nova geração, o RBS 70 NG.

    A fabricante sueca afirmou que, além dos lançadores, a compra inclui o posto de tiro, simuladores para treinamento, sistemas de camuflagem, entre outros equipamentos.

    Esta é a primeira compra do Exército brasileiro que inclui a nova versão do lançador, ressaltando a edição que o sistema faz parte da artilharia antiaérea do Exército brasileiro desde 2014, que foi utilizado como parte do sistema de segurança durante as Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro.

    "É com grande prazer que recebemos o Exército brasileiro como o nosso mais novo cliente do sistema RBS 70 NG. Vemos a decisão de continuar a utilizar o nosso sistema como uma prova clara de confiança na solução de defesa antiaérea de última geração da Saab […]", afirmou o diretor da área de negócios Dynamics da Saab, Gorgen Johansson, em comunicado oficial.

    Além disso, Gorgen Johansson ressaltou que, o RBS 70 NG oferece capacidade operacional diurna e noturna, guiamento laser imune a interferências e a função "acompanhamento automático do alvo", aumentando a precisão do míssil para atingir o alvo.

    O RBS 70 NG é composto pelo suporte com assento, sistema de mira e o míssil, pesa 87 kg e é operado apenas por uma pessoa. Segundo a fabricante sueca, Saab, o míssil é capaz de derrubar aeronaves a uma distância de até 8 km. Além disso, a nova versão recebeu atualização do sistema de mira, que agora conta com visão noturna.

    O lançador da Saab RBS 70 NG é um míssil telecomandado, ou seja, ele precisa ser guiado pelo operador de seu ponto de lançamento até atingir uma determinada aeronave hostil. Além disso, ele conta com sistema de mira laser, que "marca" o alvo, e ao ser disparado o míssil pode atingir uma velocidade de 2.000 km/h, alcançando 5.000 metros de altura em 12 segundos.

    O sistema sueco desenvolvido nos anos 70 é popular entre forças militares que buscam recursos bélicos de baixo custo. Atualmente, o sistema possui mais de 1.600 postos de tiro e mais de 17.000 mísseis entregues para dezenove países.

    Mais:

    Por que o Exército Brasileiro doou blindados ao Uruguai?
    Exército Brasileiro aumenta poder de fogo com 96 novos blindados
    Exército chinês testa com êxito sistema de mísseis russo S-400
    Tags:
    sistemas de mísseis, equipamentos militares, lançador de mísseis, sistema antiaéreo, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar