12:43 20 Janeiro 2019
Ouvir Rádio
    Tanque sírio T-55, desenvolvido na URSS

    'Eterno' tanque T-55 soviético é flagrado em manobras do Exército da Mongólia (FOTO)

    © AP Photo/ Zuhari Saade
    Defesa
    URL curta
    381

    Em 2018, o lendário tanque soviético T-55 comemorou seu 60º aniversário, já que sua produção em massa foi iniciada em 1958. Mesmo sendo um veículo de combate antigo, ele continua operacional em mais de cinquenta países.

    O T-55 surgiu no exército da Mongólia no início dos anos 60. Na ocasião, esses tanques eram considerados muito avançados. O T-55 é um veículo simples, porém, ele ajudou a vencer qualquer inimigo na maioria dos conflitos da segunda metade do século XX.

    Ele é dotado de uma blindagem de 200 mm de espessura, além de um canhão de 100 mm e uma metralhadora de 7,62 mm. O motor do veículo possui uma potência de 580 cv, o que proporciona uma velocidade máxima de 50 km/h. Além disso, o T-55 tem uma autonomia de 500 km e 4 tripulantes, segundo o portal militar Russkoe Oruzhie.

    O tanque foi por muito tempo o principal veículo das forças terrestres da Mongólia. Entretanto, eles foram substituídos pelo tanque russo T-72. Apesar da substituição, o exército da Mongólia não pretender descartar totalmente seus tanques soviéticos T-55.

    O T-54/55 e T-62 foram os mais populares da União Soviética na década de 1970, onde ambos representavam cerca de 85% dos tanques do Exército soviético.

    Mais:

    Tanque T-72 civil transporta enorme avião em aeroporto de Moscou (VÍDEO)
    T-90A russo é considerado o tanque mais letal de todos por revista americana
    VÍDEO único: transportador com tanque T-72AV atravessa rio tempestuoso no Sudão
    Tags:
    equipamentos militares, veículo, exército, veículo blindado, tanque, Rússia, Mongólia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik