17:14 23 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Milicianos da República Popular de Donetsk retiraram armamentos (imagem referencial)

    Donetsk declara estar em prontidão de combate para se defender de suposta ofensiva de Kiev

    © Sputnik / Sergei Averin
    Defesa
    URL curta
    7223

    Os destacamentos da autoproclamada República Popular de Donetsk (RPD) estão em prontidão de combate total e completamente equipados com todo o necessário para o caso de haver uma possível ofensiva das Forças Armadas da Ucrânia em Donbass, declarou aos jornalistas o vice-comandante da Milícia Popular da RPD, Eduard Basurin.

    Anteriormente, Donetsk denunciou a preparação de um grande ataque por parte de Kiev no sul da região de Donetsk com uso de veículos blindados pesados, artilharia e lançadores múltiplos de foguetes.

    Segundo dados da inteligência, a ofensiva foi programada para 14 de dezembro com o objetivo final de tomar sob controle a fronteira com a Rússia. O líder da RPD, Denis Pushilin, declarou por sua vez que as forças de Donetsk estavam prontas para repelir o ataque.

    "Todas as unidades militares foram colocadas em prontidão de combate total. Desde o momento em que recebemos informação sobre a preparação de uma ofensiva em grande escala do lado ucraniano, os nossos destacamentos foram completados com pessoal em 100% e abastecidos com o armamento, material e munições necessários", disse Basurin.

    "As subunidades de artilharia estão prontas a se moverem para as posições previamente preparadas e fazer fogo contra o inimigo […] As infraestruturas críticas foram reforçadas com sistemas de defesa antiaérea. Foi realizado um conjunto de ações para dispersar as reservas de recursos materiais, bem como para criar depósitos de armas e munições por todo o território da república para efetuar uma resistência total", assinalou Basurin.

    O conflito em Donbass teve início em 2014, quando as autoridades ucranianas lançaram uma operação militar contra as autoproclamadas repúblicas populares de Donetsk e Lugansk, que se recusaram a reconhecer o novo governo de Kiev. Posteriormente, os lados do conflito concordaram em parar as hostilidades na região através de um acordo de trégua, mas a situação continua tensa com acusações mútuas de violações do cessar-fogo.

    Mais:

    Milícia de Donetsk denuncia reforço das tropas ucranianas em Donbass
    Forças ucranianas estariam planejando ofensiva até a fronteira russa, informa Donetsk
    Moscou adverte que Kiev está preparando ofensiva militar na linha de contato em Donbass
    Lugansk: Kiev realiza treinamentos de tiro na linha de contato em Donbass
    Tags:
    munições, artilharia, ofensiva, prontidão de combate, Ucrânia, República Popular de Donetsk
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar