23:26 09 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Míssil balístico de longo alcance Agni-V durante desfile militar em Nova Deli, Índia

    Índia testa míssil balístico intercontinental com capacidade nuclear

    © AP Photo / Manish Swarup
    Defesa
    URL curta
    7190
    Nos siga no

    A Índia realizou com sucesso o lançamento de teste do seu inovador míssil balístico intercontinental Agni-5, informa a mídia local.

    Segundo as fontes do Ministério da Defesa indiano, o lançamento do míssil, com um alcance de mais de 5.000 km, foi feito a partir da ilha de Abdul Kalam, perto da costa do estado de Orissa. 

    Espera-se que o míssil, com capacidade nuclear, seja adotado pelo Comando das Forças Estratégicas da Índia no curto prazo. Seu primeiro teste aconteceu em 19 de abril de 2012 e o último foi efetuado em junho deste ano. 

    O Agni-5 é o míssil mais avançado de sua classe devido às novas tecnologias de navegação e orientação, bem como inovações na ogiva e motor, relatou a Organização de Pesquisa e Desenvolvimento da Defesa em outubro.

    Além disso, o míssil de três estágios, com 17 metros de comprimento e dois metros de largura, pode transportar até 1.500 kg de ogivas altamente explosivas. 

    Depois de ser introduzido nas Forças Armadas do país, a Índia estará no mesmo patamar que os Estados Unidos, a Rússia, a China, a França e a Grã-Bretanha, que possuem mísseis balísticos intercontinentais.

    O míssil Agni foi desenvolvido pela Organização Indiana de Pesquisa Bélica. Agora, o país tem quatro mísseis da classe Agni em serviço: o Agni-1 com alcance de 700 km, o Agni-2 com alcance de 2.000 km, o Agni-3 e o Agni-4 com alcance entre 2.500 e 3.500 km.

    Mais:

    Defesa russa destaca sucesso dos testes do novo míssil balístico intercontinental
    Submarino nuclear russo dispara míssil Kalibr no mar de Barents
    Pompeo: Irã realizou lançamento de míssil balístico e violou resolução do CS da ONU
    Tags:
    lançamento, teste, míssil balístico intercontinental, Agni, Ministério da Defesa da Índia, Índia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar