02:38 10 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Fuzil de assalto AK-308 apresentado pelo consórcio russo

    Mídia americana avalia novo fuzil Kalashnikov

    © Foto: Kalashnikov Media
    Defesa
    URL curta
    2230

    Apesar de parecer básico à primeira vista, o fuzil de assalto AK-308 é um dos produtos mais ambiciosos do Consórcio Kalashnikov nas últimas décadas em virtude da compatibilidade das munições de 7,62x51 mm com o padrão da OTAN, escreve a revista The National Interest.

    Depois da 2ª Guerra Mundial, o consórcio produziu mais de 20 modelos de rifles de assalto e quase todos eles usavam munições soviéticas ou russas, escreve o autor do artigo. As primeiras tentativas de produzir uma arma segundo os padrões da OTAN não foram bem-sucedidas em termos de exportação. 

    Com o AK-308, o consórcio faz uma nova tentativa usando a munição de 7,62x51 mm da OTAN, observa a revista. O novo fuzil é mais comprido e pesado do que o AK-12 por causa do maior calibre.

    Esta nova entrada do consórcio Kalashnikov nos mercados de exportação é notável não apenas pelas tecnologias modernas, mas também pelo novo modelo de negócios, considera a revista, acrescentando que o AK-308 foi projetado e lançado no mercado para suprir as necessidades de um país concreto, a Índia.

    Nova Deli é um comprador regular de armamentos russos e, simultaneamente, Moscou se empenha há muito tempo em vender armas de fogo para o país, ressalta o autor do artigo. No entanto, o Kalashnikov não participou de uma recente licitação indiana para a seleção de um fuzil de assalto, uma vez que os militares indianos precisam de armas especificamente para cartuchos de calibre 7,62×51 mm.

    Assim, o AK-308 é uma tentativa da Rússia de se tornar o principal exportador de armas de fogo para a Índia depois de um intervalo de vinte anos, ressalta a The National Interest, destacando que o possível fornecimento desse fuzil automático de 7,62x51 mm para as Forças Armadas indianas tende a despertar o interesse de outros compradores que buscam armas baratas e confiáveis compatíveis com o calibre padrão da OTAN.

    O AK-308 foi projetado com base no rifle de assalto AK-103 com elementos e componentes do AK-12. A nova arma possui um carregador de 20 cartuchos de 7,62x51 mm, pesando 4,3 kg sem o carregador.

    Mais:

    Mídia: novíssima arma dos EUA resulta 'inútil' contra mísseis russos
    Mídia ocidental dá alta apreciação a arma mortífera russa de combate de proximidade
    Arma que não vingou: eis por que URSS desistiu da bomba de nêutrons
    Tags:
    exportação, fuzil, The National Interest, OTAN, Consórcio Kalashnikov, Índia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik