16:59 14 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Lançador múltiplo de foguetes TOS-1ª Solntsepyok é mostrado durante uma apresentação dinâmica do fórum militar EXÉRCITO 2018, nos arredores de Moscou

    Especialista estadunidense explica por que lança-foguetes russos não têm concorrentes

    © Sputnik / Vladimir Astapkovich
    Defesa
    URL curta
    2160

    Em uma publicação recente, uma revista norte-americana deu uma alta avaliação dos lança-foguetes múltiplos pesados TOS-1 Buratino e TOS-1A Solntsepyok. Um especialista em armamentos russos comentou o artigo em uma conversa com a Sputnik.

    Recentemente, Charlie Gao, colunista da revista The National Interest, escreveu um artigo sobre os sistemas Buratino e sua versão modernizada, Solntsepyok. De acordo com o autor, estes complexos "mortíferos" são equipados com foguetes incendiários e termobáricos e se destinam a eliminar efetivos, bem como veículos blindados ligeiros e veículos automobilísticos do inimigo.

    A plataforma de lançamento do Buratino é capaz de girar 360 graus, o que melhora significativamente a sua precisão, frisa o colunista. Já o chassi do tanque T-72, sobre o qual o lançador está montado, ajuda o sistema a se deslocar à mesma velocidade que as unidades blindadas que ele deve proteger.

    "Esta é a vantagem-chave do Buratino perante os sistemas lança-foguetes múltiplos tradicionais equipados com foguetes incendiários e termobáricos, pois é muito mais preciso e rápido que uma barreira de fogo disparada de modo indireto", explica Gao.

    O especialista explica que o TOS-1A Solntsepyok é, de fato, uma atualização do Buratino construído ainda na década de 70 e usado na campanha soviética no Afeganistão, com foguetes de maior alcance — até seis quilômetros.

    Ao chamar este sistema de uma das armas "mais temíveis no moderno campo de batalha", Gao frisa que os veículos são muito "úteis" para os combates urbanos, o que pode torná-los bem populares para os compradores no Oriente Médio e África do Norte.

    Ao falar com o serviço russo da Rádio Sputnik, o analista militar e chefe do Departamento de Ciência Política e Sociologia da Universidade Econômica Russa Plekhanov, Andrei Koshkin, explicou a razão pela qual foi dada uma avaliação tão alta aos armamentos russos pela parte norte-americana.

    "Não há dúvida nenhuma de que os especialistas norte-americanos conhecem bem os sistemas lança-foguetes. É por isso que eles deram uma avaliação apropriada aos nossos Solntsepyok e Buratino. Na verdade, são os melhores sistemas lança-foguetes pesados de todos os já criados, eles correspondem às exigências das modernas ações militares em condições altamente difíceis", analisou.

    Em opinião do especialista, "os norte-americanos sonham com veículos de combate desse tipo, mas não conseguem produzir nada parecido por enquanto".

    Mais:

    National Interest revela vulnerabilidades das bases dos EUA perante mísseis russos
    National Interest avalia capacidades dos caças modernizados russos
    EUA 'desempoeiram' armas antigas para alcançar os modernos mísseis russos
    Tags:
    armas, lança-foguete, TOS-1A, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik