18:17 09 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Um soldado da Força Aérea dos EUA perto do avião stealth F-117 Nighthawk

    Pentágono prevê quanto custará criação de força espacial

    © AFP 2018 / EMMANUEL DUNAND
    Defesa
    URL curta
    566

    A criação de uma força especial pode custar para os Estados Unidos de US$ 5 a 10 bilhões (de R$ 19 a 38 bilhões), declarou na quinta-feira (14) o subsecretário de Defesa dos EUA, Patrick Shanahan, citado pelo jornal Hill.

    No início de setembro, a agência de notícias AP, citando um memorando da chefe da Força Aérea dos EUA, Heather Wilson, informou que a criação de uma força espacial poderia custar aos Estados Unidos quase US$ 13 bilhões (R$ 49 bilhões) nos primeiros cinco anos.

    De acordo com Shanahan, a criação de uma força espacial pode custar para os Estados Unidos um valor de um "único dígito, e não de dois dígitos", observando se tratar de um montante de 5 a 10 bilhões de dólares e acrescentando que a soma "pode ser inferior a 5 bilhões".

    De acordo com Mike Pence, "o Conselho Nacional do Espaço está fazendo recomendações ao presidente para começar a estabelecer um Comando Espacial unificado, em grande medida da mesma forma como estabelecemos um comando das Forças Especiais".

    O chefe da Casa Branca reforça que os Estados Unidos estão focados na liderança espacial e não pretendem "marchar" atrás da Rússia e China.

    De acordo com o orçamento de Defesa para 2019 dos EUA, que começará a ser cumprido em outubro de 2018, em breve a Agência de Defesa contra Mísseis dos EUA deverá começar os trabalhos para o posicionamento de sistemas de detecção e intercepção de mísseis balísticos no espaço.

    Segundo o documento, o desenvolvimento e implementação de uma "arquitetura espacial sensorial estável" devem ser concluídos até 31 de dezembro de 2022, enquanto os meios de intercepção podem ser posicionados posteriormente.

    Mais:

    EUA precisam de uma força espacial porque a Rússia está à frente nisso, diz Trump
    Chefe do Pentágono: EUA devem estar prontos para 'passar à ofensiva' no espaço
    Tags:
    forças aeroespaciais, custo, avaliação, Pentágono, Patrick Shanahan, Donald Trump, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik