17:43 17 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Demonstração do tanque T-14 Armata

    Batalha de tanques: novo Armata russo contra Merkava de Israel

    Ministério da Defesa russo
    Defesa
    URL curta
    1153

    A revista norte-americana The National Interest comparou as principais características dos tanques russos T-14 Armata e dos Merkava israelenses, destacando suas incríveis capacidades e tecnologias.

    O Armata russo provavelmente tem melhor resistência, proteção e capacidade de manobra em comparação com o Merkava israelense, mas, em termos de excelência de equipamentos e capacidades de monitoramento, ainda é inferior ao principal tanque de combate de Israel, escreve a revista.

    A fim de testar suas últimas armas, a Rússia poderia enviar seus tanques T-14 para a Síria e, nesse cenário, o autor simula uma hipotética situação na qual ocorreria um confronto entre os dois tanques.

    O T-14 da Rússia, em comparação com a "enorme máquina israelense", talvez tenha um sistema de proteção mais avançado, sendo muito mais rápido e manobrável, escreve a revista.

    Além disso, devido aos sistemas ativos de proteção, a blindagem dinâmica e maciça do Armata proporciona à tripulação uma maior sobrevivência em comparação com o Merkava, que, por sua vez, é um veículo de combate mais complexo do que o Leopard 2 alemão, ou até mesmo do que o M1 Abrams americano.

    Já o tanque israelense tem vantagem sobre o T-14 em termos de excelência em equipamentos e capacidade da tripulação de monitorar a situação de combate, informa a edição. No entanto, o artigo destaca que os sistemas de vigilância mais recentes não são menos vulneráveis do que os dispositivos óticos antigos, por isso esse problema é relevante para todos os tanques.

    A edição observa que o fato de a tripulação Armata não estar na torre mas em um módulo interior é uma de suas desvantagens, pois o comandante do veículo fica limitado em sua capacidade de observar o ambiente circundante. Esse problema poderia ser resolvido com um sistema de visão virtual, como o sistema Iron Vision israelense.

    O T-14 russo, que é considerado o único tanque no mundo de 3ª geração no pós-guerra, começou a ser desenvolvido em 2010.

    O veículo é equipado com um canhão 2A82 de calibre 125 mm (com a capacidade de instalar o 2A83, de 152 mm) e uma torre não tripulada de controle remoto.

    O veículo de combate russo pode suportar um impacto frontal da maioria dos projéteis e mísseis antitanque, além de possuir uma cápsula blindada que isola e protege a tripulação.

    Mais:

    Réplica ao Armata? Especialista militar comenta protótipo de novo tanque britânico
    Reino Unido pretende 'dar resposta' ao tanque russo Armata, diz mídia
    Análise: que vantagens possui tanque russo Armata sobre Abrams americano?
    Tanque T-14 Armata ganha destaque na visita do chefe do exército indiano à Rússia
    Tags:
    comparação, veículo blindado, capacidade militar, combate, tanque, Tanque Merkava, T-14 Armata, The National Interest, Israel, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik