17:56 22 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    0 20
    Nos siga no

    Controles mais rigorosos sobre as exportações de armas da União Européia são necessários e as sanções devem ser impostas aos países que desrespeitam as regras do bloco, afirma uma moção aprovada pelo Parlamento Europeu nesta quarta-feira (14).

    "No Iêmen, as armas europeias são fundamentalmente responsáveis ​​pela guerra", disse a parlamentar alemã Sabine Losing, que lidera os esforços para responsabilizar os governos da União Europeia. 

    O apelo do Parlamento Europeu não é vinculativo, mas é a segunda vez em menos que têm legisladores da UE aprovam uma resolução sobre a venda de armas incitando limites após o assassinato do jornalista Jamal Khashoggi. 

    A UE é o segundo maior fornecedor de armas do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. O bloco europeu responde por mais de um quarto de todo o comércio global de armamentos. 

    O Brasil também vende armas utilizadas no conflito do Iêmen

    De acordo com a moção, a venda de armas para a Arábia Saudita viola 6 dos 8 critérios estabelecidos pelo bloco que os países da União Europeia devem adotar ao exportar armas. A eurodeputada Losing sustenta que as regras do bloco estabelecem o caminho para uma possível aplicação de sanções.

    O governo do presidente francês Emmanuel Macron foi criticado por grupos de direitos e legisladores da oposição pelas vendas de armas francesas à Arábia Saudita.

    Paris tem procurado aumentar o seu peso diplomático no Oriente Médio através da venda de navios de guerra, tanques, artilharia e munições para os Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita e Egito.

    O chanceler francês, Jean-Yves Le Drian, afirmou na segunda-feira (12) disse a indústria bélica do país segue regras rígidas e que pausar a venda de armamentos "pode afetar os civis".

    Mais:

    Como Arábia Saudita teria arquitetado assassinato de inimigos iranianos? Mídia dá detalhes
    Rússia e Arábia Saudita negociam entrega de S-400 Triumph
    Mídia: Trump acusa Arábia Saudita de não saber usar armas americanas no Iêmen
    EUA ainda vão levar várias semanas para decidir sobre sanções contra Arábia Saudita
    Merkel: UE pode decidir conjuntamente congelar venda de armas para a Arábia Saudita
    Tags:
    Parlamento Europeu, Jean-Yves Le Drian, Emmanuel Macron, Iêmen, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar