01:51 10 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Lançamento de mísseis balísticos pela Coreia do Norte (foto de arquivo)

    Mídia: encontrados polígonos secretos de mísseis na Coreia do Norte

    © REUTERS / KCNA
    Defesa
    URL curta
    101617

    Na Coreia do Norte foram detectadas 13 bases de mísseis, segundo um relatório do Centro de Pesquisas Estratégicas e Internacionais de Washington, comunicou a agência Reuters.

    Segundo se supõe, no total na Coreia do Norte há 20 polígonos secretos. De acordo com o especialista do Centro, Joseph Bermudez, apesar das negociações com os EUA, as autoridades norte-coreanas mantêm essas instalações em estado de funcionamento e até realizam obras para melhorar suas infraestruturas.

    As bases estão localizadas em regiões remotas de montanha e podem ter mísseis balísticos de diversos alcances, inclusive um míssil capaz de atingir o território norte-americano, diz o relatório.

    Segundo Bermudez, não há instalações de lançamento nessas bases. "Ao mesmo tempo, os mísseis podem ser lançados das bases em caso de emergência", escreveu o especialista, acrescentando que a base Sakkanmol, situada perto da fronteira sul-coreana, tem aspecto de estar em funcionamento e bem preparada para isso.

    Em 12 de novembro, o jornal The New York Times publicou uma imagem de satélite que alegadamente mostra a base Sakkanmol. Segundo a edição, a inteligência americana descobriu 16 instalações secretas no território norte-coreano.

    Anteriormente Pyongyang não tinha anunciado oficialmente a existência das bases encontradas, diz a Reuters. Porém, segundo analistas, o controle de todas as instalações nucleares é uma parte importante do programa de desnuclearização.

    Durante a cúpula de Singapura, em 12 de junho de 2018, Donald Trump e Kim Jong-un assinaram um documento conjunto. Segundo ele, Washington garante a segurança de Pyongyang em troca do compromisso norte-coreano de prosseguir com a desnuclearização da península. A Coreia do Norte começou a desmantelar os polígonos nucleares, mas a inteligência norte-americana afirma essas estruturas permanecem em bom estado de funcionamento.

    Mais:

    Trump acha que sua abordagem à Coreia do Norte salvou mundo de guerra nuclear
    9 em cada 10 mulheres: relatório expõe violência sexual na Coreia do Norte
    EUA continuarão a usar munições de fragmentação para enfrentar Coreia do Norte
    Coreia do Norte prepara local de testes nucleares para inspeções internacionais
    EUA adotam novas sanções contra empresas envolvidas com Coreia do Norte
    Tags:
    desnuclearização, mísseis balísticos, base, inteligência, EUA, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik