00:44 17 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Imagem do novo drone submarino russo mostrada durante a mensagem anual de Vladimir Putin à Assembleia Federal Rússia

    Corporação russa revela quantos drones submarinos desenvolve o país

    © Foto : Ministério da Defesa da Rússia
    Defesa
    URL curta
    3260

    A Rússia está desenvolvendo atualmente 17 veículos submarinos não tripulados, comunicou nesta quarta-feira (31) o diretor da Corporação Unida de Construção Naval da Rússia, Aleksei Rakhmanov.

    O diretor revelou a informação enquanto mostrava sua apresentação dedicada ás perspectivas da construção naval russa nos próximos 20 anos.

    Segundo os dados da apresentação, no momento a Rússia está desenvolvendo 17 drones submarinos.

    "Estamos acompanhando o que está sendo desenvolvido no mundo, inclusive os planadores, veículos submarinos que podem se mover sem recarga de baterias por uma distância de até dois comprimentos do equador", comentou Rakhmanov.

    O diretor explicou que agora os drones russos são movimentados por hélices, enquanto os planadores são impulsionados por meio do aumento e diminuição da força de sustentação. Trata-se de trasfega e descarga de lastro, o que permite aos planadores superar distâncias de até 80 mil quilômetros, detalhou.

    Em abril deste ano, a Corporação Unida de Construção Naval da Rússia anunciou que está desenvolvendo um novo submarino não tripulado que pode submergir a uma profundidade de 12 quilômetros e deverá ser concluído daqui a dois anos.

    Anteriormente, surgiram notícias sobre a realização bem-sucedida de testes do drone planador subaquático Morskaya Ten (Sombra Marinha) capaz de avançar através de correntes submarinas sem ser detectado por sonares.

    Mais:

    OTAN pretende criar drones navais para responder à 'ameaça russa' no Atlântico
    TV capta drones de produção chinesa sendo usados em manobras da Argélia (VÍDEO)
    Tags:
    planador, indústria naval, drone submarino, Corporação Unida de Construção Naval da Rússia, Aleksei Rakhmanov, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik