09:24 16 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Satélite no espaço (imagem referencial)

    Americanos 'inventam bobagens' sobre 'armas espaciais' da Rússia, diz cientista político

    CC0 / Pixabay
    Defesa
    URL curta
    0 41

    A mídia americana alega que a Rússia irá adotar mísseis "assassinos de satélites" até 2022. O cientista político Aleksei Podberezkin explicou à Rádio Sputnik o que esta mensagem significa.

    Mais cedo, a mídia ocidental sugeriu que o míssil visto em um caça MiG-31 na região de Moscou em setembro poderia ser utilizado para destruir espaçonaves na órbita terrestre.

    De acordo com a fonte do canal de TV CNBC, o caça russo transportava apenas uma imitação do míssil para testar a compatibilidade entre a arma e a aeronave. Nota-se que o exercício começou no mês passado e deve ter terminado na quarta-feira (24).

    Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, o diretor de pesquisas político-militares da Universidade de Relações Internacionais de Moscou e doutor em História, Aleksei Podberezkin, clarificou que a mensagem do canal de TV americano pode ser avaliada apenas como uma provocação usual. 

    Ele também explicou que a Rússia propõe aos Estados Unidos a conclusão de um acordo sobre a renúncia à colocação de armas no espaço, mas os americanos evitam isso de todas as formas e sem apresentar argumentos.

    "Assim sendo, é por isso que eles estão começando a inventar esse absurdo", destaca o especialista, acrescentando que na realidade os americanos estão se preparando para lançar no espaço não apenas equipamentos militares, mas também armas.

    Mais:

    Analista: inteligência dos EUA poderia ter visto novos mísseis russos
    EUA acusam Rússia de criar laser espacial militar
    Quantos satélites existentes na órbita terrestre estão sob controle da Rússia?
    Tags:
    provocação, armas, satélite, míssil, espaço, Moscou, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik