22:16 24 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    11730
    Nos siga no

    Atividades militares da OTAN perto das fronteiras russas atingiram um nível sem precedentes desde a época da Guerra Fria, afirmou o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu.

    Falando em uma reunião militar na Bielorrússia, o ministro disse que a Aliança usa o mito sobre a "ameaça russa" para aumentar suas atividades perto da fronteira do país.

    "As atividades militares da OTAN perto de nossas fronteiras atingiram um nível sem precedentes desde a época da Guerra Fria. A política da Aliança visa aumentar sua presença militar avançada no flanco oriental", declarou Shoigu.

    Devido às atividades crescentes da Aliança perto de suas fronteiras, Moscou declarou por múltiplas vezes que não representa uma ameaça a ninguém, mas não deixará sem atenção as ações potencialmente perigosas para seus interesses.

    Neste dia 25 de outubro, na Noruega e nas áreas circundantes do Atlântico Norte e no mar Báltico começarão as grandes manobras da OTAN Trident Juncture 2018, umas das maiores das últimas décadas.

    Os exercícios contarão com a participação de cerca de 50.000 militares, cerca de 150 aviões, 65 navios e mais de 10.000 veículos. Alguns analistas acreditam que o principal objetivo das manobras seja enviar um sinal à Rússia.

    Mais:

    OTAN pretende criar drones navais para responder à 'ameaça russa' no Atlântico
    Soldados dos EUA se ferem durante preparativos para exercícios da OTAN na Noruega
    Tags:
    ameaça, atividades militares, Guerra Fria, Ministério da Defesa (Rússia), OTAN, Sergei Shoigu, EUA, Europa, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar